Corra, jovem, corra!

As receitas dos grandes bancos americanos estão caindo, e a resposta do setor tem sido promover demissões em massa. Não à toa, a moral está baixa entre os jovens profissionais que atuam no sistema financeiro. Para tentar levantar os ânimos, o chefe da área de renda fixa do Goldman Sachs enviou um …

Seletas/Bolsas e conjuntura/Edição 20/N@ Web / 4 de março de 2016
Por 


Na web

Ilustração: Rodrigo Auada

As receitas dos grandes bancos americanos estão caindo, e a resposta do setor tem sido promover demissões em massa. Não à toa, a moral está baixa entre os jovens profissionais que atuam no sistema financeiro. Para tentar levantar os ânimos, o chefe da área de renda fixa do Goldman Sachs enviou um longo e-mail aos funcionários, no qual relata sua trajetória profissional bem-sucedida, apesar dos altos e baixos do mercado. Em resumo, ele diz ao baixo clero que o negócio de banco é uma maratona e que o jeito é “baixar a cabeça e continuar correndo”.

A mensagem vazou para o site Business Insider e, nas redes sociais, causou polêmica. “Uma mensagem incoerente, com um conselho pouco claro e que ganhou destaque porque é do Goldman”, disse um leitor, no Twitter. Já no Business Insider, os leitores comentaram que empresas de tecnologia para a área de finanças devem tornar a estrada dos grandes bancos cada vez mais tortuosa e que continuar correndo no mesmo caminho pode ser uma má escolha. Matt Levine, ex-banqueiro de investimentos e atual colunista, foi mais sucinto: “Isso é nonsense”.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Goldman Sachs Business Insider Queda na receita os bancos Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Gestores disputam massa falida do Banco Santos, de R$ 6,5 bilhões
Próxima matéria
CAF planeja investir US$ 500 milhões no Brasil até 2017



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Gestores disputam massa falida do Banco Santos, de R$ 6,5 bilhões
Na próxima segunda-feira, dia 2 de maio, os cerca de 2 mil credores do Banco Santos vão decidir se transferem a administração...