Programa piloto da SEC para bolsas de valores causa polêmica

Empresas se opõem a mudanças nas taxas de rebate pagas aos formadores de mercado

Bolsas e conjuntura/Internacional / 3 de agosto de 2018
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

No último mês de março, a Securities and Exchange Commission (SEC) aprovou a criação de um programa piloto para coleta de dados sobre o impacto que as taxas de rebate pagas pelas bolsas de valores aos corretores (incluindo os market makers) têm no mercado. O regulador selecionou um grupo de bolsas para participar da iniciativa por dois anos. Algumas delas foram proibidas de pagar rebates; outras estão pagando uma taxa fixada. A medida, entretanto, vem causando polêmica.

Algumas empresas se opuseram ao novo formato testado pela SEC e enviaram cartas ao regulador manifestando suas preocupações. Um dos receios é que a iniciativa desestimule os formadores de mercado, o que acarretaria uma diminuição no volume de transações. A Nyse e a Nasdaq, principais afetadas pela alteração, alegam que a iniciativa submete as companhias a duas diferentes condições de mercado, o que é perigoso.

O Council of Institutional Investors (CII), que representa investidores institucionais americanos, decidiu reagir às críticas e enviou cartas para 37 empresas que reclamaram da iniciativa. Nela, o CII argumenta que, ao contrário do que a Nyse afirma, a maioria dos investidores apoia a medida. Além disso, reitera que o programa piloto deve continuar, para permitir que o regulador tenha dados suficientes para analisar potenciais conflitos de interesse envolvendo as bolsas de valores e os formadores de mercado e proponha mudanças.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  SEC Nasdaq Nyse taxas de rebate corretores Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Vitrine para companhias listadas
Próxima matéria
Pecados da carne



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Vitrine para companhias listadas
A Canadian Security Exchange (CSE) tem publicado entrevistas exclusivas, em seu canal no YouTube, com executivos de companhias...