Mercado de arte lança recomendações para evitar ligação com criminosos

Seletas / Internacional / Edição 65 / 10 de fevereiro de 2017
Por 
Obras de arte não são adquiridas apenas por seu valor estético. No mundo do crime, elas são frequentemente negociadas para lavagem de dinheiro obtido de forma ilegal, em geral com propinas ou tráfico de drogas e armas. Preocupadas em evitar que essas práticas deixem o mercado de arte com uma...

Este conteúdo é restrito a assinantes! Faça login >

paywall2 paywall

Se já é assinante, faça login:



Participe da Capital Aberto: Assine Experimente Anuncie


Tags:  Internacional Due Diligence lavagem de dinheiro propina mercado de arte obras de arte RAM Responsible Art Market

Compartilhe: 


Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
IPO do Snapchat gera comentários sobre formação de bolha
Próxima matéria
Novo relatório do auditor reforça transparência




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
IPO do Snapchat gera comentários sobre formação de bolha
Fundada em 2011, a rede social Snapchat se prepara para fazer uma oferta pública inicial de ações (IPO) avaliada em US$ 25 bilhões....