Investidores têm pouco dinheiro para aplicar em ações

Estudo revela que período de alta do mercado acionário americano pode estar prestes a acabar

Gestão de Recursos/Internacional / 26 de outubro de 2018
Por 


Investidores têm pouco dinheiro para aplicar em ações

Ilustração: Rodrigo Auada

Um levantamento da consultoria de risco financeiro americana Milliman mostrou que os investidores do país estão com pouco “dry powder” — termo, em inglês, usado para definir a reserva de caixa dos investidores dedicada a ativos muito líquidos — para comprar ações caso elas entrem numa trajetória de queda.

Por outro lado, os chamados fundos money market, que aportam recursos em títulos pouco arriscados e são facilmente resgatáveis, exibem patrimônio de 2,3 trilhões de dólares. É um valor alto, com base na série histórica, o que em geral significa que investidores estão cautelosos. O montante, entretanto, ainda é baixo quando comparado com o investimento em fundos de ações e ETFs, que soma cerca de 13 trilhões de dólares.

Na prática, a combinação desses dois cenários costuma indicar que o período de exuberância do mercado de ações pode estar prestes a dar lugar a um ajuste — ele pode acontecer muito rapidamente ou de forma mais lenta, com o dinheiro migrando aos poucos de fundos de ações para outros instrumentos financeiros.


Leia também

O declínio de Wall Street 

Um furação chamado MiFID II

Firmas de gestão de recursos se proliferam no Brasil, mas a tendência é a atividade se tornar mais cara e vigiada




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Fundos de investimento investidores dry powder Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Gol descarta renovar contrato com Smiles e propõe reestruturação societária
Próxima matéria
CEOs boicotam fórum de investimento em Riad



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Gol descarta renovar contrato com Smiles e propõe reestruturação societária
Após a Gol anunciar, no domingo (14 de outubro), que não irá renovar contrato com a Smiles, as ações da empresa...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}