Governo do Reino Unido propõe mudanças para melhorar governança

Liderado pela conservadora Theresa May, o governo do Reino Unido apresentou na última terça-feira um conjunto de propostas para aprimoramento da governança corporativa no país. Se aprovadas, as medidas também atingirão grandes empresas de capital fechado, que podem ser obrigadas a cumprir …

Seletas/Internacional/Edição 59 / 3 de dezembro de 2016
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

Liderado pela conservadora Theresa May, o governo do Reino Unido apresentou na última terça-feira um conjunto de propostas para aprimoramento da governança corporativa no país. Se aprovadas, as medidas também atingirão grandes empresas de capital fechado, que podem ser obrigadas a cumprir exigências de transparência semelhantes às das companhias abertas.

O “green paper”, nome dado ao documento que serve como base para consultas públicas e debates a respeito de leis no Reino Unido, analisa alguns problemas do ambiente corporativo britânico. Um deles é o fato de os executivos ganharem salários altos e não entregarem resultado proporcional a sua remuneração. As propostas abordam desde a formação de comitês de remuneração até a participação dos investidores no processo de decisão sobre o pagamento dos administradores.

Outra questão abordada é a participação de stakeholders — como trabalhadores — nos debates a respeito da corporação. O governo sugere, inclusive, a criação de painéis consultivos formados por grupos de empregados ligados às companhias. As sugestões são uma resposta a escândalos corporativos, como o da loja de departamento BHS. Dona de uma dívida elevada e apresentado prejuízos recorrentes, a empresa acabou sendo vendida por uma libra em abril deste ano, o que comprometeu os planos de aposentadoria de milhares de funcionários.

O green paper está disponível on-line e o governo recebe comentários até 17 de fevereiro de 2017.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Governança empresas fechadas Reuno Unido Theresa May green paper Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Como alavancar o potencial econômico dos jovens profissionais
Próxima matéria
Herança fascista



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Como alavancar o potencial econômico dos jovens profissionais
Lançado recentemente pela PwC, o relatório Empowering a New Generation mostra que o engajamento da geração mais jovem...