Diretores estão na mira de acionistas americanos

Desde 2015, a briga de acionistas de companhias americanas para indicar conselheiros vem se intensificando. Neste ano não deve ser diferente, e as empresas que ainda não modificaram seus estatutos para dar esse direito aos sócios serão pressionadas a fazê-lo. É o que indica um levantamento feito …

Seletas/Internacional/Edição 72 / 1 de abril de 2017
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

Desde 2015, a briga de acionistas de companhias americanas para indicar conselheiros vem se intensificando. Neste ano não deve ser diferente, e as empresas que ainda não modificaram seus estatutos para dar esse direito aos sócios serão pressionadas a fazê-lo. É o que indica um levantamento feito pela consultoria de voto Institutional Shareholder Services (ISS) divulgado em 27 de março.

De acordo com a pesquisa, também devem ter destaque na temporada de assembleias de 2017 assuntos como composição dos conselhos, responsabilidade dos administradores e prestação de contas dos conselheiros. Na visão da ISS, a busca dos investidores por conselhos mais representativos deve resultar em várias campanhas de acionistas contra a administração das empresas.

A ISS também identificou as principais tendências das assembleias nos Estados Unidos, no Canadá, na América Latina e no Brasil. Enquanto nos Estados Unidos os investidores buscam conselhos diversificados — que abarquem profissionais com diferentes etnias, habilidades e experiências —, por aqui os minoritários ainda dão os primeiros passos para serem representados no board e em comitês. Outro ponto curioso é que os americanos estão cada vez mais impacientes com empresas que impõem restrições a propostas de mudanças em seus estatutos sociais, enquanto no Brasil a peleja ainda é por mais transparência e facilidade para se votar a distância em assembleias.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  conselho de administração ISS investidores americanos acionistas americanos Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Acordos controversos
Próxima matéria
Mercados Derivativos – Conceitos e Procedimentos Operacionais



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Acordos controversos
Diretor jurídico do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), Matheus Corredato lembra do esforço que fez em uma certa...
estudo_aplicado_02-07

Promoção de aniversário

ASSINE O PLANO COMPLETO POR R$4,99 NOS TRÊS PRIMEIROS MESES!

{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}