Custos com compliance são milionários, mas compensam, indica estudo

Empresas com faturamento anual superior a US$ 20 bilhões gastam, em média, US$ 2,1 milhões por ano com controles internos para evitar fraudes contábeis. Já aquelas que têm receita entre US$ 10 bilhões e US$ 20 bilhões despendem US$ 1,4 milhão. As empresas menores, com faturamento de até US$ 100 …

Seletas/Internacional/Edição 42 / 5 de agosto de 2016
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

Empresas com faturamento anual superior a US$ 20 bilhões gastam, em média, US$ 2,1 milhões por ano com controles internos para evitar fraudes contábeis. Já aquelas que têm receita entre US$ 10 bilhões e US$ 20 bilhões despendem US$ 1,4 milhão. As empresas menores, com faturamento de até US$ 100 milhões, por sua vez, gastam US$ 360 mil. Os dados fazem parte de um levantamento divulgado no fim de julho pela consultoria especializada em auditoria interna Protiviti, com base numa pesquisa com cerca de 1,5 mil companhias americanas de diversos setores a respeito da aplicação da Lei Sarbanes-Oxley, promulgada em 2002.

A Protiviti também descobriu que diversas empresas gastaram mais dinheiro e tempo em controles internos em 2015 do que nos anos anteriores. De acordo com a consultoria, esse aumento decorre da adaptação dos procedimentos das companhias às regras elaboradas pelo Committee of Sponsoring Organizations (COSO) em 2013 e às crescentes obrigações da seção 404 da Lei Sarbanes-Oxley, que obriga os auditores externos a se manifestar sobre a eficiência dos controles internos de seus clientes.

Apesar do custo de implementação das exigências da Sarbanes-Oxley, a maioria das companhias acredita que o gasto para se ter um departamento de compliance eficiente vale a pena. As empresas também estão confiantes de que, nos próximos anos, a implementação de certas obrigações da lei pode se tornar mais ágil — e talvez mais barata — com a automatização de processos que hoje são feitos manualmente.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  compliance Lei Sarbanes-Oxley fraude contábil controles internos combate a corrupção Protiviti companhias americanas Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Aprovação de contas
Próxima matéria
Acordos de leniência



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Aprovação de contas