Comitês de auditoria mais transparentes

Cresce percentual de empresas americanas que apresentam critérios de escolha de auditor

Contabilidade e Auditoria/Internacional / 23 de novembro de 2018
Por 


Comitês de auditoria mais transparentes

Ilustração: Rodrigo Auada

Entre as empresas que fazem parte do S&P 500, índice que reúne as maiores companhias americanas, 40% deram transparência aos critérios utilizados para a escolha da firma de auditoria neste ano, ante 13% em 2014 e 37% em 2017, de acordo com um estudo do Center of Audit Quality (CAQ).

O levantamento também mostrou que 26% das empresas integrantes do S&P 500 disseram que a avaliação do auditor é feita pelo menos anualmente, e 52% revelaram que o comitê interno de auditoria se envolve na seleção do profissional externo que fará o serviço. Na avaliação do CAQ, os resultados sugerem que os comitês de auditoria têm sido cada vez mais transparentes sobre suas atividades de monitoramento do trabalho do auditor externo.

Em contrapartida, nenhuma das grandes empresas divulgou “aspectos significativos discutidos com o auditor” — 3% delas haviam feito isso em 2014. Já entre as empresas de médio e pequeno portes acompanhadas, apenas 27% revelaram os critérios que usaram para escolher os auditores.

 

Leia mais:

IFRS 16 estreia em menos de dois meses

GDPR terá impactos sobre auditorias brasileiras

Tolerância zero




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Auditoria S&P 500 Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Padrões mínimos para investimentos de impacto
Próxima matéria
Ações do IRB impressionam com resultados crescentes



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Padrões mínimos para investimentos de impacto
Muito se tem falado sobre investimentos de impacto social, econômico ou ambiental. O tema ganha corpo à medida que uma nova...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}