Cadê a competição?

Participação de um mesmo acionista em empresas concorrentes prejudica a economia real, aponta estudo

Bolsas e conjuntura / Internacional / 8 de julho de 2017
Por 


Ilustração: Rodrigo Auada

Ilustração: Rodrigo Auada

Grandes investidores estão comprando ações de empresas importantes — e também de concorrentes delas. De acordo com o mais recente estudo do professor Einer Elhauge, da faculdade de Direito de Harvard, o efeito dessa prática, que ele denomina “horizontal shareholding”, é prejudicial para a economia real, por minar a competição entre as empresas.

Publicado em junho, o trabalho de Elhauge sugere que as chances de duas grandes competidoras terem em comum pelo menos um acionista com mais de 5% das ações de cada uma subiu de 16% em 1999 para 90% em 2014. Na prática, explica o professor, isso significa que 90% das empresas têm um investidor relevante em comum, que vai perder dinheiro se elas começarem a competir para ganhar participação de mercado em seus setores.

Segundo Elhauge, o fenômeno pode estar por trás de vários fatos econômicos recentes que ele considera verdadeiros quebra-cabeças. Um deles diz respeito à remuneração dos executivos. O professor observa que diversos estudos acadêmicos indicam que o pagamento desses profissionais deve levar em conta a performance de suas companhias vis à vis a de suas rivais. Porém, é cada vez mais comum que a remuneração dos executivos considere o desempenho do setor como um todo, o que incentiva menos a competição.

Elhauge também chama a atenção para o fato de as empresas estarem registrando lucros cada vez mais altos e investindo menos — de novo, ele afirma, a explicação pode estar na da falta de incentivo à competitividade.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Internacional Harvard competitividade Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Enigmas no Twitter
Próxima matéria
Após oito anos, caso de insider trading na Aracruz chega a um desfecho na CVM




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Enigmas no Twitter
  Elon Musk tem fama de bom moço. O empresário sempre declara querer salvar o planeta com a disseminação de carros...