- Capital Aberto - https://capitalaberto.com.br -

Bolsa de Londres endurece exigências para green bonds listados

Ilustração: Rodrigo Auada

A London Stock Exchange (LSE) decidiu estabelecer regras mais rígidas para os chamados green bonds listados em seus mercados. As empresas que emitem esses títulos no segmento Sustainable Bond Market (SBM) deverão enviar à LSE relatórios anuais com informações obrigatórias a respeito da destinação dos recursos captados. A bolsa londrina criou também uma certificação — a Green Economy Mark — para identificação de emissores de ações que tenham pelo menos metade de suas receitas provenientes de atividades que solucionam problemas ambientais.

As alterações são uma resposta da LSE à demanda cada vez maior por informações sobre investimentos que seguem padrões de sustentabilidade e integram uma disputa entre as bolsas globais em torno da criação de soluções para uma crescente indústria financeira sustentável. O comunicado divulgado pela bolsa destaca o aumento das alocações globais em ativos desse setor, ao mesmo tempo em que persiste uma lacuna de padronização eficiente de relatórios que limita o acompanhamento, pelos investidores, da destinação dos recursos.

O SBM abriga atualmente cerca de 200 green bonds e deve incluir outros segmentos, como um exclusivo para investimentos em projetos sociais.


Leia também

Green bonds: como emitir esse tipo de título e identificar projetos verdes

Relatórios de sustentabilidade como ferramenta de pressão

Como tornar um CRA “verde”