Remuneração dos executivos nos EUA cresce mais que os lucros

Governança / Edição 21 / 1 de maio de 2005
Por 


Os pesquisadores Lucian Bebchuk, da Universidade de Harvard, e Yaniv Grintein, da Universidade de Cornell, divulgaram recentemente os resultados de um extenso estudo sobre a remuneração dos executivos das empresas norte-americanas entre 1993 e 2003. O trabalho foi realizado com todas as empresas pertencentes aos índices S&P 500, Mid-Cap 400 e Small-Cap 600, que representam cerca de 80% da capitalização de mercado total das companhias abertas norte-americanas.

Como principal resultado, o estudo mostra que a remuneração dos executivos cresceu substancialmente no período, muito mais do que poderia ser explicado pelo aumento do tamanho ou da rentabilidade das empresas. Além disso, o estudo constata que o crescimento da remuneração foi generalizado, ocorrendo em companhias de todos os portes e setores, da nova e da velha economia.

O aumento da remuneração baseada em ações foi o principal fator de crescimento da remuneração no período. Os autores constataram, entretanto, que o aumento da remuneração variável não foi acompanhado pela diminuição da compensação em dinheiro, que também cresceu substancialmente no período.

Segundo Bebchuk e Grintein, se a relação da remuneração com o tamanho e desempenho das empresas se mantivesse a mesma desde 1993, a compensação média dos executivos em 2003 teria sido apenas metade da divulgada.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Relatos da crise pontocom
Próxima matéria
Desigualdade de direitos de voto é representativa na Europa




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Relatos da crise pontocom
A bolha da internet trouxe para o mercado acionário da Nasdaq uma queda de 60% no período de março de 2000 a março de 2001....