Partes relacionadas reduzem valor de mercado nos EUA

Governança / Edição 28 / 1 de dezembro de 2005
Por 


As transações com partes relacionadas (TPR) são todas as operações de uma empresa com seus administradores, controladores ou outras empresas do grupo. Essas operações carregam um potencial conflito de interesse, motivo pelo qual constituem uma preocupação constante dos órgãos reguladores e agentes de mercado.

Recentemente, três pesquisadoras da Universidade de Nova Jersey analisaram as principais transações com partes relacionadas feitas por 112 corporações norte-americanas e descobriram o quanto essas operações eram comuns: 80% das empresas realizaram pelo menos uma transação com parte relacionada significativa no período de um ano. Em relação ao tipo de operação, 23% delas compreendiam empréstimos para executivos e conselheiros, posteriormente proibidos pela Sarbanes- Oxley. As outras operações, cerca de 80% do total, consistiam da compra e venda de produtos e serviços por executivos e conselheiros da empresa.

Observou-se também um número de TPR com executivos aproximadamente igual ao número de operações com conselheiros externos, o que pode ser considerado um indício de falta de independência de boa parte dos conselheiros. Na seqüência, as autoras relacionaram a freqüência e o montante das TPR com a qualidade das práticas de governança das empresas. No geral, obtiveram evidências de que, quanto piores as práticas de governança, maior a freqüência e o montante das TPR e, conseqüentemente, pior o retorno das ações da empresa.

 


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Ética: o novo conceito de poder
Próxima matéria
Pesquisa aponta falhas e lições do caso Royal Ahold




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Ética: o novo conceito de poder
  Quando o tema é “Ética”, duas associações me ocorrem de pronto: a primeira, e preocupante, é a contínua...