Vias promissoras

A bem-vinda — e rara — conexão do mercado de capitais com o setor público é destaque desta edição de Seletas. Em meio à crise fiscal, o projeto de lei 204/2016 busca regulamentar a securitização da dívida ativa dos entes federativos, o que pode ser uma oportunidade para investidores e uma ajuda …

Seletas/Editorial/Edição 49 / 22 de setembro de 2016
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


A bem-vinda — e rara — conexão do mercado de capitais com o setor público é destaque desta edição de Seletas. Em meio à crise fiscal, o projeto de lei 204/2016 busca regulamentar a securitização da dívida ativa dos entes federativos, o que pode ser uma oportunidade para investidores e uma ajuda valiosa para estados, municípios e a própria União. Em linhas gerais, seu propósito é a cessão dos valores a receber de contribuintes que parcelam o pagamento de tributos. ­Os pontos a ajustar ainda são muitos, como mostra a reportagem de capa, o que tende a adiar a votação do projeto. Mas se o instrumento sair a bom termo poderá ser aberta uma via promissora de capitalização do setor público.

Outro destaque desta Seletas é uma entrevista com Marcos Severine, convidado a presidir a plataforma de negociação de contratos de energia Brix. Segundo ele, a bolsa está prestes a iniciar a negociação de contratos financeiros de energia, nos quais não há a entrega física do produto. Assim como os derivativos mais conhecidos, esses contratos servirão para blindar os preços do produto contra altas e baixas. Além dos clientes tradicionais do segmento, Severine espera atrair as gestoras de fundos e as tesourarias de bancos com o lançamento.

Em sua coluna deste número, Eliseu Martins lança uma provocação: as notas explicativas dos balanços não são apenas chatas e desnecessárias; elas também contrariam as normas internacionais de contabilidade, que são claras sobre as situações nas quais elas não precisariam existir. Chegou a hora de acabar com a embromação dos usuários da contabilidade, diz o professor. “Os acionistas dos grandes jornais não vão gostar [da redução das notas]. Mas sinto muito”, alfineta o professor.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  mercado de capitais Brix editorial simone azevedo securitização da dívida ativa plataformas de negociação Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Notas explicativas e demonstrações sem embromação
Próxima matéria
Modelo europeu para OPAs pode engessar mercado brasileiro



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Notas explicativas e demonstrações sem embromação
Passadas as publicações de 2015, mas começando a se aproximar o final de 2016, talvez seja o momento de voltar a esse...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}