- Capital Aberto - https://capitalaberto.com.br -

Tempo de eleições

A isenção da tributação de dividendos, considerada um acerto indiscutível no início dos anos 2000, aparece nesta edição como tema a ser revisitado imediatamente. Dos mais aos menos liberais, surge uma surpreendente concordância quanto à oportunidade para se acabar com o privilégio, desde que tomadas certas medidas compensatórias. O crescente déficit fiscal e seus efeitos adversos sobre o crescimento da economia explicam a torção de perspectiva ilustrada na reportagem de Letícia Paiva.

O tema da tributação de dividendos também aparece no texto “O que esperar do próximo presidente?”. Nele, listamos as propostas dos presidenciáveis em aspectos relevantes para a retomada do crescimento econômico, como reforma tributária e da previdência e estímulo a investimentos. O conteúdo foi organizado pela repórter Júlia Moura com base em consulta feita aos programas de governo e em entrevistas com formuladores dos planos econômicos dos candidatos.

Outro destaque desta semana é a coluna Retrato, dedicada a contar a trajetória de Marcelo Trindade. Em entrevista ao repórter William Salasar, o advogado e ex-presidente da CVM explicou por que não quer pensar na possibilidade de perder a disputa por um dos piores empregos do mundo: o de governador do martirizado Rio de Janeiro.

Também vale a pena conferir o artigo escrito por Luciana Dias e Rafael Andrade, respectivamente sócia e associado do L. Dias Advogados. O texto se debruça sobre o julgamento do caso Pacific, no qual a CVM deu mais um passo na diferenciação das funções de gestores e administradores de fundos.