Caminho aberto

A Lava Jato revirou as peças do cenário que mistura corrupção e política. E, para além da política, respingou sobre o universo dos negócios e dos investimentos. Em reportagem nesta SELETAS, Roberto Rockmann detalha os efeitos das investigações sobre o setor de saneamento. Das seis maiores empresas …

Seletas/Editorial/Edição 46 / 2 de setembro de 2016
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


A Lava Jato revirou as peças do cenário que mistura corrupção e política. E, para além da política, respingou sobre o universo dos negócios e dos investimentos. Em reportagem nesta SELETAS, Roberto Rockmann detalha os efeitos das investigações sobre o setor de saneamento. Das seis maiores empresas que atuam na área, três são escrutinadas pela Polícia Federal por envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras. O resultado é uma seleção de companhias em dificuldades financeiras ofertando no mercado bons ativos a preços convidativos.

Também nesta edição dois destaques no âmbito da regulação. Saiu a nova instrução da Comissão de Valores Mobiliários para fundos de private equity, que, entre outras destinações, busca expandir os horizontes dessas carteiras. Agora será possível, por exemplo, um fundo de participações (FIP) emitir cotas distintas, com preferência de pagamento a determinados investidores. A CVM também abriu caminho para os certificados de recebíveis imobiliários (CRIs). Em decisão envolvendo a Cyrela, permitiu que esses certificados sejam lastreados em crédito corporativo (desde que a dívida tenha sido constituída para financiamento do mercado imobiliário).

Em sua coluna, o advogado Luiz Leonardo Cantidiano inicia uma série de artigos voltada à comemoração dos 40 anos da Lei das S.As. Devotado estudioso da lei desde os seus primórdios, Cantidiano a considera “atual e plenamente apta a regular criação, organização e funcionamento das companhias”. Vale acompanhar.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 36 00

Mensal

Acesso Digital
-
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Completa

R$ 42 00

Mensal

Acesso Digital
Edição Impressa
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Corporativa

R$ 69 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 15% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Clube de conhecimento

R$ 89 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 20% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital | Acervo de Áudios



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Corrupção Lava Jato editorial simone azevedo saneamento corrupção na Petrobras Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Crise fiscal e Lava Jato atraem investidores para o setor de saneamento
Próxima matéria
O preceito de ouro da “true and fair override”



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Crise fiscal e Lava Jato atraem investidores para o setor de saneamento
A grande demanda por serviços de água e esgoto no País já seria, por si só, um atrativo para a participação da iniciativa...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}