A contabilidade deve deixar de ser tratada pela legislação?

Contabilidade e Auditoria/Antítese/Edição 129 / 1 de maio de 2014
Por  e


SIMNÃO
Tudo evolui com tanta rapidez que o texto
legal não tem a mínima condição de acompanha
Ao prescindir da legislação, norma contábil
deixaria a segurança jurídica em segundo plano
Por Eliseu MartinsPor Edison Fernandes

Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 36 00

Mensal

Acesso Digital
-
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Completa

R$ 42 00

Mensal

Acesso Digital
Edição Impressa
Desconto de 10% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Corporativa

R$ 69 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 15% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital

Clube de conhecimento

R$ 89 00

Mensal

Acesso Digital - 5 senhas
-
Desconto de 20% em grupos de discussão, workshops e cursos de atualização
Acervo Digital | Acervo de Áudios



Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CVM Iasb IFRS Legislação CAPITAL ABERTO mercado de capitais Lei 6.404 USP Lei das S.As. segurança jurídica FEA Decreto-Lei 2.627 Comissão Consultiva de Normas Contábeis ciências contábeis ciências jurídicas common law civil law direito mercantil Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Sim - Tudo evolui com tanta rapidez que o texto legal não tem a mínima condição de acompanhar
Próxima matéria
Marcha lenta (Locamerica)



1 comentário
Avatar

Jul 03, 2014

Não. O Brasil é um país muito regulador. Há normas para tudo. Não é que a contabilidade deve ser tratada fora da legislação, mas dentro da legislação tem que haver mais contabilidade. Normas foram feitas para serem cumpridas, em busca de objetivos lícitos. O que falta são profissionais competentes com alto poder de decisão (como é a OAB) representando a Classe Contábil dentro do governo. Não “somente” para alterar ou dar destaque à Lei 6.404/76, mas acreditar que o profissional contábil é um profundo conhecedor e interpretador das leis brasileiras para o auxílio econômico-financeira das empresas públicas e privadas.

Jonathan Patrik – Acadêmico 5° Semestre Facul. Projeção DF



Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Sim - Tudo evolui com tanta rapidez que o texto legal não tem a mínima condição de acompanhar
Costumo dizer que aprendi contabilidade na forma ilegal. Há exatos 50 anos, começou-se a ensinar contabilidade na FEA-USP de...
{"cart_token":"","hash":"","cart_data":""}