A Bolsa de Hong Kong errou ao negar o IPO do Alibaba?

Governança Corporativa / Antítese / Edição 135 / 1 de novembro de 2014
Por  e


SIMNÃO

Além de prejudicar seus sócios, privou
o mercado local de recursos importantes

Acertou ao preservar o que é mais importante:
princípios, fundamentos e regras
Por Gilberto BiojonePor Renato Vetere

Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  IPO CAPITAL ABERTO mercado de capitais China Transparência uma ação um voto Alibaba comércio eletrônico alinhamento de interesses Bolsa de Hong Kong princípio incoerência poder político risco econômico firmeza de propósito imediatismo Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Bolsa dispensa companhias de alteração no estatuto relativa a saída do pregão
Próxima matéria
Bolachas estragadas (Triunfo)




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Bolsa dispensa companhias de alteração no estatuto relativa a saída do pregão
As companhias abertas ficaram livres da obrigação de alterar seus estatutos sociais para incorporar a previsão de oferta...