Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
Relatório da PwC aponta perspectiva de alta das fusões e aquisições em 2024
A volta do apetite dos fundos de private equity e a compra de controle societário são tendências para ano
fusões e aquisições, Relatório da PwC aponta perspectiva de alta das fusões e aquisições em 2024, Capital Aberto

O ano de 2024 começou registrando 85 operações de fusões e aquisições no Brasil, o mesmo número apurado em janeiro do ano passado, porém com características de mercado que já revelam uma tendência de crescimento nos próximos meses. A conclusão é do relatório mensal de fusões e aquisições produzido pela PwC Brasil.

Sobre o final de 2023, contudo, o relatório aponta ligeira queda no volume de fusões e aquisições o que na visão do sócio da PwC Brasil, Leonardo Dell’Oso, vai ser compensado ao longo do ano. “O ano de 2024 começa com interesse maior do investidor por compra de controle societário ao invés de compra da participação minoritária, com 54% das operações do período, contra 47% no mesmo período do ano passado. Este comportamento pode demonstrar uma visão de mais longo prazo dos investidores” Dell’Oso.

Outro dado que na visão do executivo da PwC indica uma mudança na tendência para M&A é o número de operações por tipo de comprador (estratégico ou financeiro). Quando é avaliada a média das operações de 2023 em relação a janeiro de 2024, o relatório aponta uma tendência de retomada dos investimentos pelos fundos de private equity e bancos de investimentos, cujo volume de transações cresceu 19%. Esta mesma tendência pode ser confirmada se avaliados os últimos 12 meses encerrados em janeiro de 2024 contra o mesmo período de 2023, quando é registrado um crescimento de 10%.

“Os Fundos de Private Equity e os bancos de investimentos vêm mantendo alta liquidez nos últimos anos e redução das aquisições desde a pandemia da Covid-19. Passaram estes últimos 2 anos focados na rentabilização das empresas dos seus portfólios, adquiridas entre 2020 e 2021”, comenta o sócio da PwC Brasil. “Além disso, em função do cenário político-econômico local e global, os valores das empresas no Brasil, que andaram nas alturas durante os anos de 2020 a 2022, vêm apresentando uma queda a partir de 2023. A combinação desses principais fatores aumentou o interesse dos investidores financeiros pelas empresas, que resultou neste aumento das transações de M&A para este tipo de investidor.”


Saiba como construir alicerces para uma fusão no curso M&A: Reorganizações Societárias e de Governança


O relatório da consultoria aponta, na comparação dos setores, que o de tecnologia continua sendo destaque. Quando comparados os últimos 12 meses até janeiro de 2024, o setor teve um decréscimo importante no número de operações. No entanto, no comparativo de janeiro de 2023 com janeiro de 2024 mostra recuperação, representando 50% das transações no período. O setor de consumo, que veio bem em 2023, também trouxe uma queda de 8% no volume de transações nos últimos 12 meses até janeiro de 2024, mas um ligeiro aumento em proporção das transações totais no comparativo entre os períodos.

O destaque negativo fica por conta do setor de serviços que, apesar do baixo volume de transações em relação ao todo, apresentou uma forte queda 71% no comparativo entre janeiro de 2024 e igual período do ano passado e de 16% se considerado o período de 12 meses.

Sobre a perspectiva para 2024, Leonardo Dell’Oso está otimista. “Considerando o histórico de transações analisadas na base de informações de transações de M&A da PwC e, principalmente, a demanda por serviços de apoio a transações dos clientes da consultoria, acreditamos que, mantidas as condições macroeconômicas e uma estabilidade do cenário internacional de 2023, o mercado de M&A em 2024 deverá ter um crescimento entre 5% e 10% em volume de transações”, comenta Dell’Oso, acrescentando que seriam 1.450 transações no ano. “Os principais setores que deverão puxar esse crescimento são tecnologia, energia (renováveis em especial), serviços profissionais, produtos industriais (maquinário pesado), mineração (metais especiais) dentre outros.”


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.