Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
Investidores veem volatilidade diante da expectativa por Fed e inflação 
Opções estão precificando um movimento de 1,25% no S&P 500 na quarta-feira (12). Investidores estão focados na inflação, já que o mercado de trabalho está forte.
Investidores, Investidores veem volatilidade diante da expectativa por Fed e inflação , Capital Aberto

Os investidores aguardam uma volatilidade adicional provocada pelo relatório sobre o preço ao consumidor nos Estados Unidos e pela decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed), ambos na quarta-feira (12). 

O mercado está apostando que o S&P 500 moverá 1,25% em qualquer direção na quarta, com base no custo das opções de venda e compra no preço de exercício, disse Stuart Kaiser, chefe de estratégia de negociação de ações dos EUA do Citigroup. Segundo ele,  se essa precificação permanecer  até o fechamento de terça-feira (11), essa cifra será o maior movimento implícito antes de uma decisão do Fed desde março de 2023. 

“Nos últimos anos, os mercados têm precificado os dias de CPI e Fed de forma similar, em cerca de 0,75% cada um, em média, então combiná-los torna o evento maior e aumenta a incerteza em torno do evento”, disse Kaiser, que acrescentou que o S&P 500 se moveu 0,8%, em média, após cada evento no ano passado. Dos dois, os dias de Fed têm sido, geralmente, eventos mais lucrativos para compradores de opções do que os dias de CPI, ele acrescentou.


Atualize-se sobre as novas regras da CVM e do Banco Central e evite riscos legais e financeiros associados a ativos digitais no curso Cripto Law


No geral, os mercados esperam que o Fed mantenha os juros inalterados. Com isso, a expectativa é pela coletiva de imprensa do presidente do Fed, Jerome Powell, que deve oferecer mais clareza sobre o quanto o banco central pode reduzir as taxas este ano.

A inflação tem sido o principal foco para os investidores, já que o mercado de trabalho tem permanecido forte. O crescimento de empregos nos EUA disparou em maio, com as folhas de pagamento não-agrícolas avançando para 272 mil, mostrou o relatório do Bureau of Labor Statistics na sexta-feira (7). Os investidores estão amplamente confortáveis com a criação de empregos acima de 150 mil, disse Kaiser. Se ficar abaixo disso, o mercado de opções provavelmente começará a mudar seu foco para contratações em vez de inflação. 

A atividade recente de opções vinculadas à Taxa de Financiamento Garantido Overnight tem sido mista. A demanda por proteção visando a possibilidade de uma reunião dovish aumentou, abrindo a porta para um corte de taxa nos anúncios de política de julho ou setembro. Os swaps do Fed, por sua vez, estão precificando uma redução completa de 25 pontos-base na decisão de novembro, com várias grandes operações de call-flies para setembro de 2025 negociadas na terça-feira.

Enquanto isso, os investidores continuam a se proteger contra um cenário hawkish, visando o final do próximo ano e além. Essas posições se beneficiam caso o resumo das previsões econômicas, previsto para junho, indique uma mudança hawkish nas projeções de longo prazo do Fed. Esses tipos de posições estão concentradas em torno de dezembro de 2025 e março de 2026 — algumas dessas estruturas agora têm mais de 200 mil contratos.

“O mercado de títulos continua volátil em torno dos lançamentos de dados, enquanto para as ações o tema secular da IA domina”, disse Tanvir Sandhu, estrategista chefe global de derivativos da Bloomberg Intelligence. “Períodos entre lançamentos de dados importantes podem ver o mercado de taxas oscilando dentro de uma faixa e, portanto, atenuar a volatilidade.”

No front do câmbio, a volatilidade de uma semana no Índice Dólar Bloomberg está no ponto mais alto do ano e as reversões de risco subiram para um prêmio de mais de 0,4% para calls de dólar, o mais alto em um mês, alimentado em parte pela turbulência no peso mexicano. A longo prazo, o sentimento permanece relativamente baixista em relação ao dólar dos EUA, antecipando cortes futuros do Fed. A demanda por opções de compra em moedas refúgio sensíveis a rendimentos, como o franco suíço e o iene, aumentou.

Leia também

No universo dos fundos de ações, só se salvam quem aloca no exterior ou em criptoativos


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.