Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
Uma lei para os Fundos Patrimoniais
As oportunidades que investidores e grandes empresas enxergam nas startups de saúde

 

, Uma lei para os Fundos Patrimoniais, Capital Aberto

13 de março de 2019

8:15 às 12:30

 

Também conhecidos como endowments, os fundos patrimoniais ganharam um arcabouço jurídico próprio no Brasil no começo deste ano, quando o presidente Jair Bolsonaro sancionou a Lei 13.800. Ela autoriza instituições públicas ou privadas, desde que sem fins lucrativos, a firmarem parceria e termos de execução de programas, projetos e demais finalidades de interesse público com organizações gestoras de fundos patrimoniais. A ideia é que esses veículos proporcionem recursos de forma regular e estável para essas instituições. No mundo, US$ 1,5 trilhão já foram investidos em endowments, segundo o Hauser Institute for Civil Society e o Banco Mundial. Qual o potencial de crescimento desses fundos no País? A nova regulamentação é suficiente para fomentar a mobilização de recursos filantrópicos para esses veículos? Quais os aspectos desafiadores da nova lei? O que ela exige em termos de governança e prestação de contas? Essas e outras questões serão abordadas nesse workshop.

 

Programação

 

8h15 às 8h30

Café de boas vindas

 

, Uma lei para os Fundos Patrimoniais, Capital Aberto

 

8h30 às 9h30

Painel 1

O potencial de desenvolvimento dos endowments após a promulgação da Lei 13.800

, Uma lei para os Fundos Patrimoniais, Capital Aberto
Paula Jancso Fabiani

Diretora-presidente do IDIS. Anterior a esta posição, foi diretora financeira da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal e controller do Instituto Akatu. Trabalhou no braço de Private Equity do Grupo Votorantim e em uma das empresas investidas. Atuou no BankBoston nas áreas de asset management e M&A, e no Lloyds Bank em trade finance.  Economista formada pela FEA-USP, com MBA pela Stern School of Business – New York University, especialização em Endowment Asset Management na London Business School, Yale e Cambridge, e Gestão de Organizações do Terceiro Setor na FGV. É a única pessoa brasileira certificada na ferramenta de avaliação SROI. Faz parte dos Empreendedores Cívicos da RAPS, membro do Conselho do Instituto Vladimir Herzog. Autora dos livros Fundos Patrimoniais, Criação e Gestão no Brasil e Primeira Infância – Panorama, Análise e Prática.

 

, Uma lei para os Fundos Patrimoniais, Capital Aberto
Apresentação

 

, Uma lei para os Fundos Patrimoniais, Capital Aberto

 

9h30 às 10h30

Painel 2

Experiência e desafios de quem já tem um fundo patrimonial

, Uma lei para os Fundos Patrimoniais, Capital Aberto
Diego de Carvalho Martins

Diretor financeiro da Associação Fundo Patrimonial Amigos da Poli para o biênio 2018/2020. Integrou o time de fundadores do Amigos da Poli, já tendo ocupado o posto de Diretor Financeiro por 2 mandatos (2012 a 2016). É sócio da Pragma Patrimônio, responsável pela área de Asset Allocation, atuando também na frente de gestão de carteiras de clientes institucionais (fundações e endowment funds). Anteriormente trabalhou como consultor de investimentos na PPS Portfólio Performance. Formado em Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da USP, é também Engenheiro pela École Centrale de Lyon (França), e Mestre em Finanças e Economia pela EESP-FGV.

 

, Uma lei para os Fundos Patrimoniais, Capital Aberto

10h30 às 11h00

Intervalo

, Uma lei para os Fundos Patrimoniais, Capital Aberto

 

11h00 às 12h30

Debate:

Além dos palestrantes, participarão do debate:

 

Moderadora:

, Uma lei para os Fundos Patrimoniais, Capital Aberto
Erika Spalding

Advogada e sócia do escritório Barbosa e Spalding Advogados, onde coordena a área de assessoria jurídica a entidades do Terceiro Setor. Graduada pela PUC/SP e Mestre pela Escola de Direito da Fundação Getúlio Vargas, tendo como objeto de pesquisa e dissertação “Os Fundos Patrimoniais Endowment no Brasil”.

 

Convidados:

, Uma lei para os Fundos Patrimoniais, Capital Aberto

Leonardo Letelier

Fundador e CEO da SITAWI Finanças do Bem e tem mais de 20 anos de experiência em negócios, finanças e setor social. Foi diretor da iniciativa Cidadania Econômica para Todos na Ashoka e trabalhou na McKinsey por 8 anos. Foi eleito Senior Fellow Synergos, Responsible Leader BMW Foundation e atuou como co-diretor executivo da Força Tarefa Brasileira de Finanças Sociais.Tem MBA pela Harvard Business School e é engenheiro de Produção pela USP.

 

, Uma lei para os Fundos Patrimoniais, Capital Aberto

Marcelo Sollero

Engenheiro, produtor e especializado em Gestão de Projetos e Incentivos Fiscais. Atua na área cultural ha 13 anos e produzindo mais de 400 projetos para o mercado cultural das cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília e Curitiba. Trabalha a captação e gerenciamento de recursos para a realização de projetos culturais e educacionais no estado de São Paulo.

 

, Uma lei para os Fundos Patrimoniais, Capital Aberto

Rafael Feler

Mestre em economia pela UFRJ com MBA pela Stern School of Business – New York University, ao longo dos 9 anos de carreira no BNDES trabalhou com infraestrutura social, exportações e mercado de capitais. Hoje é o gerente responsável pela estruturação de fundos de endowments e instrumentos de garantia pelo Banco, na Diretoria de Investimentos.

 

, Uma lei para os Fundos Patrimoniais, Capital Aberto

Vitor Alcantara da Graça

Gerente Executivo da Fundação Abrinq. Bacharel em Comunicação/Publicidade, com especialização em Administração para Organizações do Terceiro Setor pela FGV. Presidente do Conselho da APF Associação Paulista de Fundações; Conselheiro da Iniciativa Captamos; Conselheiro da ABCR Associação Brasileira de Captadores de Recursos; Membro do Movimento Paulista
de Inovação Social; Voluntário de Be My Eyes. Especialista em captação de recursos, formou-se na Indiana University’s Center on Philanthropy.

, Uma lei para os Fundos Patrimoniais, Capital Aberto

 Participantes

Alexandre Tanaami  – IBGC

Ana Lúcia Moretto   – 4Press News

Bruno Saraiva Pedreira de Cerqueira – Tauil & Chequer Advogados

Carolina Junqueira Homem de Mello – BNDES

Danielle Bassotto – Capital Aberto

Danilo Gregorio dos Santos – IBGC

Erik Frederico Oioli – VSBO Advogados

Eugênia Aguiar Siqueira – Coimbra e Chaves Sociedade de Advogados

Fabrício Brollo Dunham – BNDES

Fernando Koin Krounse Dentes – Lowenthal Advogados

Flavia Kao – FECAP

Gabriella Florner – Pinheiro Neto Advogados

Gustavo Rabello – TozziniFreire Advogados

João Peixoto Neto – Peixoto Neto Advogados

Letícia Paiva – Capital Aberto

Paulo Sartorelli – Liga das Senhoras Católicas de São Paulo – Liga Solidária

Renata Manhães – Benzecry e Pitta Advocacia Especializada

Roberta Demage – Pinheiro Neto Advogados

Sandro Wilson Pereira dos Santos – Ahu

Thiago Spercel – Machado Meyer Advogados

Tomas Arruda Fontoura – José Maurício Machado Associados

Tomas Bruginski – Companhia Paulista de Parcerias

Avaliação do evento

Acesse o formulário de avaliação clicando aqui.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.