Oportunidades em infraestrutura

O apetite dos fundos de private equity por ativos oferecidos no programa de privatização do governo

Informações de Apoio / 4 de dezembro de 2019
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Patrocínio

 

Programação

A agenda de privatizações e concessões de estatais do governo de Jair Bolsonaro tem avançado. Ao todo, 119 projetos serão ofertados e, segundo dados divulgados pelo Programa de Parcerias de Investimento (PPI), 29 leilões já foram realizados e mais 22 devem ocorrer até o fim de 2019. Os recursos investidos pela iniciativa privada, além de abastecerem o caixa do governo, são essenciais para o desenvolvimento do setor de infraestrutura no Brasil, que demanda altos investimentos. Nesse contexto, os fundos de private equity surgem como potenciais provedores desse capital. Qual tem sido, até o momento, o apetite desses veículos pelos ativos que estão à venda? Quais oportunidades no setor de infraestrutura mais atraem os gestores de recursos? O que ainda impede os fundos de private equity de participarem com mais frequência dos leilões de privatização? Como contornar eventuais inseguranças jurídicas envolvendo esse tipo de transação? Essas e outras questões serão debatidas nesse Grupo de Discussão.

 

8h15 às 9h

Café da manhã

 

9h às 11h

Debate

Carlos Braga

Senior Advisor do Fundo de Infraestrutura da Monte Equity Partners. Atuou como banqueiro de investimentos no Brasil e no exterior. Entre outras funções excutivas, atuou como VP de Finanças da Artesia Gestão de Recursos, sócio da consultoria Brasilpar S.A, CEO do Royal Bank of Scotland para o Brasil, entre outros. Atuou ainda como conselheiro da multinacional brasileira de refrigeração Metalfrio e do Grupo Jaime Câmara – TV Anhaguera. Co-autor dos livros “Ascensão das Multinacionais Brasileiras” e “Gestão de Riscos no Mercado Financeiro”.

 

Christian Gamboa

Sócio e líder do setor de Private Equity da PwC Brasil.

 

Pedro Henrique Jardim

Sócio do Machado Meyer Advogados, é especialista em projetos de infraestrutura e recursos naturais. Grande parte do seu trabalho envolve a revisão dos termos e a implementação de operações de financiamento e assessoria regulatória a clientes nacionais e estrangeiros. Tem experiência nos setores de mineração, petróleo, energia, naval e marítimo.

 

Raul Pinheiro Donegá

Líder do Grupo de Pesquisas em Finanças e Mercado de Capitais do Projeto Infra2038, também é advogado sênior do escritório LRI Advogados.  Professor Associado do MBA PPP e Concessões e Coordenador do Curso Desafios e Oportunidades para a Gestão do Setor Elétrico da FESPSP. Graduado em Direito pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo em 2007; Mestre em Direito Comparado, Economia e Finanças (MsC) pela Università di Torino, Itália; Mestre em Direito (LLM), pela Universidade de British Columbia, Canadá. Possui um Diploma Superior em Economia, com especialização em Finanças, pela University College of Dublin, Irlanda.

 

Valentina Abu Kessm

Vice-presidente da Duff & Phelps, faz parte do time de Valuation Advisory Services. Tem mais de 9 anos de experiência na área de avaliação em diferentes setores, assessorando empresas publicas e privadas, além de fundos de investimento. Desenvolveu experiência atuando em serviços de avaliação, alocação de preço pago e testes de impairment, operações de fusão e aquisição, concessões e estruturação de modelos de parcerias público-privadas (PPPs), focada no setor de infraestrutura. Juntou-se a Duff & Phelps em 2017. Anteriormente, Valentina teve uma vasta experiência na PwC.

 

 

 

Avaliação do evento

 

Acesse o formulário de avaliação clicando aqui.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Fundos de investimento e a Lei da Liberdade Econômica
Próxima matéria
Novos tempos



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.




Leia também
Fundos de investimento e a Lei da Liberdade Econômica
Patrocínio   Programação Em setembro de 2019, a Medida Provisória 881/19 foi transformada na Lei 13.874,...