Distressed assets

Lava Jato e restrição de crédito abrem oportunidades para aquisições de empresas em dificuldades

Informações de Apoio / 14 de junho de 2017
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão

 

Programação

 

O aprofundamento da crise na economia brasileira, o avanço da Operação Lava Jato e a restrição de crédito pelos bancos criaram uma grande expectativa sobre as oportunidades que surgiriam para os compradores de empresas em dificuldade (distressed assets, em inglês). De fato, nos últimos anos, não faltam notícias de companhias em apuros — altamente endividadas e com o caixa depauperado, elas precisam urgentemente de capital para continuar a sobreviver. O investimento nesses ativos, contudo, não é trivial. Os riscos envolvidos são grandes, ainda que a Lei de Recuperação Judicial (11.101/05), que abriu caminho para essas operações, traga algum conforto. Ativos vendidos por empresas investigadas na Lava Jato, por sua vez, exigem uma due dilligence muito mais profunda e minuciosa. Diante desse cenário, qual tem sido a disposição dos investidores em adquirir esses ativos? Quais riscos ainda afastam os investidores desse tipo de transação? Juridicamente, o que é possível fazer para mitigar os riscos? A reforma da Lei 11.101 pode incentivar a compra de empresas problemáticas?  Essas e outras questões serão debatidas no Grupo de Discussão M&A e Private Equity.

 

8h15 – 9h00

 

Café da manhã

 

9h00 – 9h20

 

Introdução

 

Adriana Pallis

Sócia do Machado Meyer Advogados. Atua na área de  fusões e aquisições e investimentos de equity, principalmente envolvendo companhias abertas, bem como operações cross-border . É especialista em governança corporativa e regulação de companhias abertas, atuando na estruturação de operações, negociação e implementação de reorganizações societárias em companhias listadas em bolsa e também em constituição de sociedades, joint-ventures e outras operações societárias. Tem experiência em operações envolvendo diversos setores, principalmente telecomunicações, tecnologia, farmacêutico, papel e celulose e serviços.

 

Acessar a apresentação

9h20 – 11h

 

Debate com convidados

 

Painelistas

 

Alexandre Marques Cruz

Sócio fundador da Jive Investments desde 2010, quando começou a adquirir créditos não performados de seus clientes na NeolIntelligence, empresa que fundou em 2004 e que hoje apresenta mais de 350 clientes e 80 funcionários. Anteriormente, trabalhou na Ernst & Young focado em finanças corporativas e no banco Santander. Formou-se em Economia pela USP, em Direito pela PUC-SP e possui um MBA da FGV.

 

 

Fabio Vassel

Managing director e CEO da Starboard Restructuring Partners. Possui 17 anos de experiência com recapitalização e reestruturação na América Latina, América do Norte e Europa. Assessorou stakeholders em reestruturações financeiras consensuais e judiciais, e também em distressed M&A em diversas jurisdições. Foi sócio e head do banco Brasil Plural. Trabalhou, também, na Jefferies, Nomura e no UBS Investment Bank. Durante os anos de 2015 e 2016, levantou, geriu e investiu aproximadamente ¾ do capital comprometido do primeiro fundo de private equity focado em special situations para distressed investing da história do Brasil, com capital comprometido de 123 milhões de reais. Originou e liderou os investimentos na Mineração Caraíba S.A., NX Gold e Ecovix. Formou-se em Administração pela USP e possui MBA pela The Wharton School of the University of Pennsylvania.

 

Wolney Netto

Diretor da Pantalica Partners. Possui sólida experiência em grandes multinacionais e consultoria, tendo trabalhado na Louis Dreyfus Commodities, Votorantim e KPMG Corporate Finance, onde iniciou sua carreira. Ao longo dos anos, adquiriu grande experiência em M&A e novos negócios. Atualmente, lidera processos de turnaround, planejamento estratégico, reestruturação operacional e financeira, M&A, gestão de caixa e assessoria em projetos de recuperação judicial, extrajudicial e falências. Formou-se em administração de empresas na FGV, com MBA na Fundação Dom Cabral e pós MBA na Northwestern University – Kellogg School of Management.

 

Debatedores

 

Cristiana Ferraz

Sócia da área de reestruturação da STS Gaea. Coordena, também, ampla gama de transações relacionadas a distressed assets. Conta com longa atuação no mercado latino americano, com experiência em todas as matérias relacionadas a crédito corporativo, incluindo estruturação, análise, execução e renegociação de dívidas de todos os perfis. Possui profundo conhecimento da lei 11.101/05 de falências e recuperação judicial, tendo participado como representante das instituições financeiras do grupo de trabalho que discutiu os conceitos que a embasaram. Anteriormente, trabalhou no HSBC no Brasil, Fitch Ratings, Vinci partners, Banco Standard de Investimentos, Lehman Brothers e Banco ABN AMRO Real. Formou-se em Engenharia Elétrica na UFPR e possui pós-graduação em Administração de Empresas pela FGV.

 

José Braga

Sócio da PwC. Atua em projetos de administração judicial, reestruturação financeira e operacional, estruturação de fundos de investimento, captação de recursos através de operações estruturadas, fusões e aquisições e project finance. Anteriormente, atuou como diretor da área de finanças estruturadas da KPMG, além de sênior VP na área de banco de investimento do Banco Espírito Santo e do Unibanco. É sócio líder da plataforma de negócios com empresas do sudeste asiático e do relacionamento com fundos soberanos. É membro do conselho e presidente do comitê de finanças e contabilidade do Turnaround Management Association. Possui MBA pela Ross School of Business da Universidade de Michigan, com pós-graduação em administração pela UFRJ, marketing pela PUC-RJ e engenharia de telecomunicações pela UFF.

 

Marcello D’Angelo

Consultor da Camargo Corrêa. É sócio diretor da Q&A Associados. Atuou nas rádios Eldorado e Bandeirantes e no jornal O Estado de S. Paulo. Desenvolveu e implementou a rádio Bandnews FM, na qual foi diretor-geral, cargo que também ocupou na Gazeta Mercantil. Foi presidente do jornal Metro. Foi diretor de comunicação corporativa do Grupo Telefônica, Walmart, Embraer e Cosipa/Usiminas. Foi, também, vice-presidente do CENP. Em 2015, foi eleito pelos conselhos da Aberje e por votação aberta no site como o Destaque Comunicador do Ano. Formou-se em jornalismo com especialização em gestão estratégica de negócios pela FGV/SP.

 

 

Participantes

 

Adriana Pallis Romano – Machado Meyer Advogados

Alexandre Marques Cruz – Jive Investments

Ashley Jenner – Astra Investimentos

Bernardo Carvalho – Partner BBC

Bruno Pantaleão – Trust & Co Investimentos

Byung Soo Hong – BSH Law

Claudia Hoshiba – Starboard Partners

Cristiana Ferraz – STS Gaea

Eliane Herika Tanaka – Banco do Brasil

Eugenia Siqueira – Coimbra e Chaves Sociedade de Advogados

Fabiana Rodrigues da Fonseca – Rayes & Fagundes Advogados Associados

Fabio Paim Ferraz Rodrigues – GRT Partners

Fabio Vassel – Starboard Partners

Felipe de Assis Torres – Leoni Siqueira Advogados

Guilherme Campos – Starboard Partners

Guilherme Certain – Opus Gestão de Recursos

Gustavo Fleichman – Fleichman Sociedade de Advogados

Hudson Antunes Bessa – HB

Jacqueline Winandy – GPS Investimentos

João Gomes Antunes – Millennium Gestão e Negócios

José Braga – PwC

Jose Ribamar da Silva Junior – Banco do Brasil

Julio Wehrs Fleichman – Fleichman Sociedade de Advogados

Lucy Azevedo Marinho – Roma Empreendimentos

Marcello D’Angelo – Camargo Corrêa

Maria Elena Cardoso Figueira – Figueira Consultoria Financeira

Mitchel Diniz – Capital Aberto

Rafael Gomes Gobbi – PMK

Renata Daou Paiva – Banco Itau Unibanco

Renato Maggio – Machado Meyer Advogados

Ricardo Aragonés – Starboard Partners

Roberto Marinho Filho – Roma Empreendimentos

Rodrigo Carneiro – Opus Investimentos

Rodrigo Ferraz Pimenta da Cunha – GRT Partners

Simone Azevedo – Capital Aberto

Wolney Neto – Pantalica Partners

 

 

Avaliação do evento

 

Acesse o formulário de avaliação clicando aqui.



Participe da Capital Aberto: Assine Experimente Anuncie



Compartilhe: 


Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Reforma da Lei de Recuperação e Falências
Próxima matéria
O ICMS está fora




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Reforma da Lei de Recuperação e Falências
    Programação   Testada à exaustão com o aprofundamento da crise econômica, a Lei de Recuperação...