Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
Crescem menções a produtos financeiros entre influenciadores do setor
Criptomoeda é a campeã de posts dos influenciadores financeiros, mas CDB tem a liderança no ranking de engajamento
Influenciadores financeiros, Crescem menções a produtos financeiros entre influenciadores do setor, Capital Aberto

Influenciadores de finanças abordaram produtos financeiros em 96,8 mil publicações realizadas no primeiro semestre de 2023 – um aumento de 25% em relação aos seis últimos meses de 2022. Os dados são de pesquisa da Anbima, em parceria com o Instituto Brasileiro de Pesquisa e Análise de Dados (Ibpad).

Segundo o levantamento, 508 dos 515 influenciadores monitorados mencionaram produtos específicos nas postagens, com engajamento médio de 4,4 mil curtidas, comentários e compartilhamentos por post. A relevância dos influenciadores na formação e orientação dos investidores cresceu tanto nos últimos anos que órgãos reguladores do mercado como CVM e Anbima estudam formas de regulamentar a atuação desses profissionais. Para isso, as entidades vêm discutindo o assunto com representantes da categoria e do mercado.

Ativos digitais na liderança

As criptomoedas lideraram o ranking dos produtos mais citados, com 26,1% das menções. Polêmicas relacionadas a criptomoedas, envolvendo inclusive famosos, alavancaram a produção de conteúdo sobre o produto”, afirma Amanda Brum, gerente-executiva de comunicação, marketing e relacionamento da Anbima. Em segundo lugar vieram as moedas (25,9%) e, em terceiro, dividendos (15%).


Quer saber mais criptomoedas e inovação no mercado? Veja o curso O Futuro das Finanças


Em relação ao engajamento das audiências, o campeão foram os CDBs, com 10.956 interações médias por post, seguido pelo Tesouro Direto. O produto desbancou os imóveis, líder de interações médias no segundo semestre de 2022. Apesar de serem os preferidos do público, os CDBs são a última escolha dos influenciadores para produção de conteúdo. O Tesouro Direto tem a segunda melhor média de interações, com 10.175.

Influenciadores financeiros, Crescem menções a produtos financeiros entre influenciadores do setor, Capital Aberto

Interesse na renda fixa

“O primeiro semestre de 2023 ficou marcado pelos casos Americanas e Light, que motivaram uma busca mais intensa por conteúdos que contemplassem opções para mitigar os riscos associados à renda variável e ao crédito privado”, afirma Brum.

O estudo aponta diferenças entre os produtos mais citados pelos influenciadores e os que mais atraem interações. Apesar de a renda variável ser responsável por 93% dos posts, o engajamento médio é 118% maior no conteúdo relacionado à renda fixa.

“A Selic ainda na casa dos dois dígitos e os eventos relacionados aos papéis privados no primeiro semestre motivaram a busca por informações sobre investimentos que tragam retorno financeiro e sejam menos arriscados”, continua ela.

“Esse descolamento entre o que é mais falado e o que gera mais engajamento é uma característica dos influenciadores de finanças, que se mantém fiéis a seus nichos”, afirma.  “Afinal, se um influenciador é especialista em criptomoeda, ele não vai passar a falar de renda fixa só porque é o assunto que mais atrai o seguidor”, exemplifica.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.