Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
Inflação pressiona e ata do Fed indica juro alto por mais tempo
Vários membros do banco central americano, inclusive, mencionaram a vontade de apertar ainda mais a política caso os riscos para a inflação se materializem
ata do Fed, Inflação pressiona e ata do Fed indica juro alto por mais tempo, Capital Aberto

A ata do Federal Reserve (Fed) mostra que os dados recentes de inflação não aumentaram a confiança no processo desinflacionário, demorando mais tempo do que se pensava anteriormente, aumentando a possibilidade de manter os juros em patamar restritivo por mais tempo.

No documento, os membros do Fed ressaltaram que os recentes aumentos da inflação foram relativamente generalizados. “Os participantes discutiram vários fatores que, em conjunto com uma política monetária adequadamente restritiva, poderiam apoiar o regresso da inflação ao objetivo do Comitê ao longo do tempo”.

Segundo a ata do Fed, embora a política monetária tenha sido considerada restritiva, muitas autoridades comentaram a incerteza quanto ao grau de restritividade. Os membros consideraram que a incerteza é advinda da possibilidade de que as taxas de juro elevadas talvez não estejam surtindo tanto efeito assim. Vários participantes mencionaram a vontade de apertar ainda mais a política caso os riscos para a inflação se materializem “de uma forma que tal ação se torne apropriada”.

“O que ficou claro, basicamente, são as incertezas quanto à restrição da política monetária americana. Na minha visão, também ficou claro que, se for necessário, em virtude do controle da inflação, eles podem realmente apertar a política monetária, subindo mais os juros. E eles não têm problema com isso, mesmo com o mundo preocupado com isso”, aponta Dierson Richetti, especialista em mercado de capitais e sócio da GT Capital, acrescentando que o documento foi hawkish (duro).

Esse aumento das incertezas, inclusive, fez o Ibovespa, assim como as bolsas em Wall Street, afundarem ainda nesta quarta. Por volta de 16h20, o principal índice da B3 caía 1,46%, aos 125.557 pontos. Lá fora, o Dow Jones operava em baixa de 0,61%, a 39.629 pontos, enquanto o S&P tinha queda de 0,46%, a 5.296 pontos. O Nasdaq, por sua vez, caía 0,47%, a 16.753 pontos.

Leia também:

Powell reforça que Fed manterá juros no patamar atual o tempo que for necessário


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.