Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
Cardápio ampliado

Os ETFs lastreados em carteiras de renda variável vão ganhar companhia. No mês passado, a CVM editou a Instrução 537, que cria os fundos de índice de renda fixa. Outra novidade trazida pela norma é o “cash creation” — possibilidade de o gestor do fundo aceitar moeda corrente nacional, e não só valores mobiliários, para a integralização e o resgate de cotas, desde que previsto no regulamento do ETF. O objetivo desse dispositivo, segundo a autarquia, é dar ao administrador do fundo mais liberdade para otimizar a carteira.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.