Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
Bitcoin despenca 15% após lançamento de ETFs nos EUA
Criptomoeda contraria expectativas de parte do mercado
Bitcoin, Bitcoin despenca 15% após lançamento de ETFs nos EUA, Capital Aberto

O Bitcoin perdeu 15% de seu valor nas últimas duas semanas à medida que alguns investidores aproveitaram o alardeado lançamento de fundos negociados em bolsa (ETFs) da criptomoeda para realizar lucros e zerar suas posições, destaca hoje o jornal britânico Financial Times

Na terça-feira (23), a cotação do Bitcoin ficou abaixo de US$ 39.000 pela primeira vez desde o início de dezembro, antes de se recuperar ligeiramente. Hoje (24), no final da tarde, o valor era de US$ 39.759.

As recentes perdas desfizeram parte de um grande rali no final do ano passado, que ocorreu em meio a especulações de que o lançamento dos ETFs atrairia novos investidores ao principal token criptográfico do mundo.

No entanto, os fluxos para os ETFs, muitos lançados por grandes players de Wall Street, como a BlackRock, têm decepcionado, com perdas para os investidores.

Os 10 novos fundos lançados em 11 de janeiro, após aprovação pela comissão de valores mobiliários dos EUA, haviam atraído coletivamente US$ 4,7 bilhões até o final de terça-feira, segundo o grupo de investimento em criptomoedas CoinShares.


Saiba mais sobre criptoativos no curso Cripto Law da Capital Aberto


“Esses ETFs eram muito aguardados, e agora vemos que [um aumento significativo no preço do bitcoin] não vai se concretizar, pelo menos não tão rapidamente quanto o mercado desejava”, disse ao Financial Times Douglas Comin, operador sênior de opções cripto na XBTO.

O jornal também ressalta que US$ 3,4 bilhões deixaram o fundo da Grayscale, o maior veículo de investimento em Bitcoin do mundo, desde que se converteu em um ETF junto com os novos lançamentos.

“O que as pessoas não perceberam é que haveria uma saída enorme da Grayscale”, afirmou Comin. “Se você analisar mais a fundo, verá que a maioria dos influxos não é dinheiro novo, são apenas investidores transferindo-se da Grayscale para outro ETF.”

“O gigantesco Grayscale teve uma profunda saída de capital e reduziu os números médios do ETF como um todo”, acrescentou à Capital Aberto Sebastián Serrano, CEO da Ripio, empresa de tecnologia blockchain que atua no mercado.

“GBTC começou como um fundo fiduciário negociado na Bolsa de Valores de Nova York, e muitos holders de fundos adquiriram uma participação com desconto nessa exposição ao Bitcoin”, afirma. “Com a conversão do GBTC em um ETF à vista, os investidores agora podem tentar vendê-los ao preço de mercado”, afirma.

Boatos comprados, notícias vendidas

Ele também afirma que pouco antes da liberação dos ETFs, num momento de especulação, diversos traders e investidores podem ter comprado ou acumulado o ativo considerando que havia sido dito por diversos especialistas sobre a probabilidade de alta com após a efetiva aprovação da SEC. “Mas pouco tempo depois da novidade, muitos deles venderam seus bitcoins, praticando o que se conhece ‘como buy the rumor, sell the news´ [compre o boato, venda  a notícia], o que contribuiu para a queda.”

Segundo Serrano, também atrapalhou a invasão da conta da SEC no X (ex-Twitter), com o comunicado falso de que os ETFs haviam sido liberados, na véspera da aprovação de fato. Na sua avaliação, a fraude gerou confusão e desconfiança entre os investidores e desconforto entre gestoras, que tiveram que fazer registros com emendas e alterações.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.