Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
Ações nos EUA estão supervalorizadas e podem cair 20% até dezembro, aponta JPMorgan
Mesmo com a renovação constante de recordes, o banco mantém uma visão pessimista acerca do futuro recente do mercado acionário americano
jpmorgan, Ações nos EUA estão supervalorizadas e podem cair 20% até dezembro, aponta JPMorgan, Capital Aberto

O assunto do momento no mercado de ações nos EUA é qual será o sinal de que a alta de cinco meses nos papéis está terminando. Se você perguntar a Dubravko Lakos-Bujas, estrategista global de ações do JPMorgan Chase, a maioria dos investidores podem não perceber quando isso acontecer.

O gigante de Wall Street alertou os clientes na quarta-feira (27) de que eles poderiam estar “presos no lado errado” da operação quando ela eventualmente falhar. Destacou também os incentivou a considerar para a diversificação de suas posições e na gestão de riscos em suas carteiras. O JPMorgan também reiterou seu aviso de que a superlotação nas ações de melhor desempenho do mercado aumenta o risco de uma correção iminente.

“Pode ser que isso venha do nada. Já aconteceu no passado, tivemos quedas abruptas”, disse Lakos-Bujos em um webinar. “Um grande fundo começa a desalavancar algumas posições, um segundo fundo ouve isso e tenta se reposicionar, o terceiro fundo basicamente é pego de surpresa, e daí para frente, começamos a ter um desenrolar de momentum cada vez maior.”

Suas observações vêm nos últimos dias de negociação de um primeiro trimestre forte para as ações, com o índice S&P 500 a caminho de um retorno de aproximadamente 10%. O amplo benchmark de ações dos EUA registrará seu quinto mês consecutivo de ganhos, enquanto os lucros corporativos permanecem fortes, o entusiasmo em torno da inteligência artificial continua a crescer, a economia dos EUA continua saudável e o Federal Reserve sinaliza sua disposição para cortar as taxas de juros este ano. Mas, para Lakos-Bujas, essa lista, na verdade, é motivo de preocupação.

“Há muitas coisas boas que foram precificadas”, disse ele, citando desde os lucros e as expectativas do Fed, até mesmo uma potencial vitória do ex-presidente Donald Trump, que Lakos-Bujas diz ser positivo para o mercado. Além disso, ele vê poucas fontes de surpresas positivas além da Nvidia, e das perspectivas para inovação em IA. “Essa fonte de surpresa está se tornando cada vez mais limitada, e, por outro lado, existem mais riscos que estão pairando ao fundo”, disse ele.

Além disso, olhando para a história recente, a corrida para ações populares de momentum como as Sete Magníficas (Magnificent Seven) é geralmente seguida por uma correção. Isso aconteceu três vezes desde a Crise Financeira Global.

“Historicamente, sempre que você tinha um grau tão alto de superlotação, era questão de semanas antes do fator de momento enfrentar uma grande reversão para baixo”, disse Lakos-Bujas, apontando o mergulho de 27% da Tesla e a queda de 10% da Apple este ano após fortes desempenhos em 2023 como exemplos do que está por vir. “Quem será o próximo e quando?” questionou.

Lakos-Bujas e outros estrategistas do JPMorgan, incluindo Marko Kolanovic, estão entre os poucos pessimistas em Wall Street neste ano. Enquanto a maioria de seus pares aumenta suas perspectivas para as ações dos EUA, com o mercado continuamente atingindo novas máximas, eles permaneceram pessimistas quanto à manutenção dos ganhos. Entre os grandes bancos de Wall Street, a empresa detém a menor meta de fim de ano para o S&P 500, de 4.200, implicando uma queda de quase 20% em relação ao nível de quarta-feira.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.