Regras do Banco Central para fintechs de crédito

Os impactos da nova regulamentação nas startups financeiras

Workshop/Encontros
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


O Banco Central (BC) aprovou, no último dia 26 de abril, duas resoluções — de números 4.656 e 4.657 — que regulamentam as fintechs de crédito no Brasil. De acordo com as novas regras, essas startups podem atuar como sociedades de crédito direto (SCD) ou sociedades de empréstimo entre pessoas (SEP). No primeiro modelo, as operações são viabilizadas por meio de plataforma eletrônica com capital próprio da startup. Já no segundo as plataformas conectam investidores dispostos a emprestar dinheiro mediante o recebimento de uma taxa de retorno a tomadores de crédito — modalidade conhecida em inglês como peer-to-peer lending. Quais regras se aplicam a cada um desses modelos? Quais deveres e oportunidades a regulamentação do BC cria para as fintechs de crédito? Qual a avaliação das startups sobre as regras impostas pelo regulador? Quanto as mudanças podem fomentar o setor de crédito no Brasil e afetar os spreads bancários? Essas e outras questões foram debatidas neste workshop.

Ficou curioso? Ouça a íntegra do workshop no Clube de Conhecimento!

Painel 1
A regulamentação do BC para as fintechs de crédito

 

José Luiz Homem de Mello, sócio do Pinheiro Neto Advogados

 

Painel 2
Panorama do setor no País e oportunidades geradas para as plataformas

Bruno Reis, fundador da Ali Crédito

 

Debate

Além dos palestrantes, participam do debate:

 

Daniel Murrer Gomes, cofundador da Nexoos

 

Fábio Neulfeld, CEO e Founder da Kavod Lending

 

Rubens Vidigal Neto, sócio do PVG Advogados (moderador)

 

Theodoro Prado, gerente do Grupo Biva

 

 

Quer receber em primeira mão as reportagens e os encontros da Capital Aberto? Envie a mensagem “subscrevo” para nosso Whatsapp: 11 97718 4461

 




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  tecnologia Startups inovação serviços financeiros Fintechs Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Capitalismo consciente
Próxima matéria
Crowdfunding regulado



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Capitalismo consciente
Patrocínio Escândalo corporativos recentes mostram as mazelas causadas pela busca desenfreada por lucro e pela falta...