Ofertas de ações

Como funcionam na prática os IPOs e follow-ons

Cursos de Atualização / Encontros
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


 

8h30 às 16h

O curso permitirá aos participantes entender os fatores que norteiam uma oferta pública de ações, seja ela um IPO (companhias estreantes) ou follow-on (companhias já listadas). Serão abordados aspectos como características dos papéis, arcabouço regulatório, regime informacional e governança corporativa. Também serão apresentados casos práticos de ofertas que se tornaram emblemáticas no mercado de capitais.

 

– Advogados

 – Profissionais de bancos de investimentos

  – Empresários e executivos de companhias que miram a listagem em bolsa

 – Consultores

 – Investidores institucionais

– Demais participantes do mercado de capitais

 

Parte 1
8h30 às 10h30

Fabio Federici*
A oferta:

√ O que é uma oferta de valores mobiliários

√ Oferta pública X oferta privada

√ Instrução 400 versus Instrução 476: diferenças e quando utilizar cada uma

√ Destinação dos recursos: emissão primária, secundária ou mista

√ Formação de preço: como funciona o bookbuilding e os conflitos inerentes a esse processo

√ A responsabilidade do emissor e de agentes intermediários (bancos coordenadores, advogados e auditores) na oferta

√ Tipos de ações emitidas: ordinária, preferencial ou superpreferencial

√ Ofertas em tempos de crise: o investidor âncora; as opções de venda de ações (caso Biosev) e outros instrumentos

 

Parte 2
11h00 às 12h30

Jean Arakawa**
Divulgação da oferta e comunicação com o investidor:

√ Prospecto e formulário de referência: para que servem e como são elaborados

√ Seção fatores de risco: o que não pode faltar

√ As regras, exigências e restrições impostas pela CVM em relação à publicidade da oferta (suspensão das ofertas de Azul e BB Seguridade)

√ Como funcionam os roadshows e o que pode ser falado nesses encontros

√ Comunicação pós-oferta: o papel do RI e suas obrigações segundo a regulação da CVM.

 

Parte 3
14h00 às 16h00

Guilherme Monteiro***
Listagem de ações e governança corporativa

√ Registro de companhia aberta sem oferta: vale a pena ser companhia aberta sem fazer oferta pública inicial de ações?

√ Listagem direta e oferta no exterior: o que faz uma companhia escolher uma bolsa estrangeira em vez da B3?

√ Listagem e oferta de ADRs: os prós e contras da listagem em duas bolsas e da emissão de American Depositary Receipts.

√ Listagem na B3: as exigências do Nível 1, Nível 2, Novo Mercado, Bovespa Mais e Bovespa Mais Nível.

√ Estatuto social da companhia aberta: o que são e para que servem as cláusulas de tag along, poison pill e resolução de conflitos via arbitragem

√ Acordo de acionistas: características e pontos de atenção

 

 

Almoço incluso.

Até 14/nov: Assinantes: R$ 1.350,00 • Não-assinantes: R$ 1.520,00 • Clube de Conhecimento: R$ 1.292,00

Após 14/nov: Assinantes: R$ 1.500,00 • Não-assinantes: R$ 1.690,00 • Clube de Conhecimento: R$ 1.436,50

Pagamento em até 3x no cartão de crédito.

   

 

 

     

 

Coworking Sabiá

Av. Sabiá, 388

Moema, São Paulo – SP

 

Realização

 

 

 

* Fabio Federici é head de ECM – Brasil no Banco Goldman Sachs. Anteriormente, trabalhou por quase 10 anos no Banco BTG Pactual, onde foi sócio da área de ECM, período em que o BTG Pactual figurou em primeiro lugar nos principais rankings de ECM da América Latina. Trabalha com mercado de capitais desde 2004, tendo participado de mais de 50 IPOs e 60 Follow-ons, em volume superior a US$150 bilhões. Graduado em Direito pela Universidade de São Paulo.

*** Guilherme Monteiro é sócio do escritório Pinheiro Neto Advogados. Atua na área empresarial, com foco em operações de mercado de capitais e assessoria a companhias abertas. Sua experiência inclui ofertas públicas e privadas de valores mobiliários no Brasil e no exterior e, ainda, operações societárias, reestruturações e temas de governança corporativa envolvendo companhias abertas. É formado em Direito pela Universidade de São Paulo e mestre em direito pela Stanford University. Trabalhou ainda em Nova York como international associate do escritório norte-americano Davis Polk & Wardwell (2008/2009) e em Washington, D.C. na U.S. Securities and Exchange Commission (2010). Atualmente é professor convidado do Instituto BM&FBOVESPA e para o LL.M. em direito societário da FGV/RJ

** Jean Arakawa é sócio do escritório Mattos Filho. Assessora empresas nacionais e estrangeiras, instituições financeiras e investidores institucionais em uma ampla gama de operações de mercado de capitais, financeiras e societárias, bem como na regulamentação de valores mobiliários e de meios de pagamento. Possui experiência em ofertas públicas e colocações privadas de ações, títulos de dívida e títulos híbridos, na listagem de valores mobiliários em mercados organizados, em investimentos e desinvestimentos de private equity, além de operações societárias envolvendo companhias abertas. É bacharel em Direito pela USP e mestre em Direito pela New York University.

 

 

 

Quer receber em primeira mão as reportagens e os encontros da Capital Aberto? Envie a mensagem “subscrevo” para nosso Whatsapp: 11 98350 3891

Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a algumas reportagens.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  ações IPOs ofertas cursos Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Enforcement CVM
Próxima matéria
Filantropia não basta




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Enforcement CVM
  8h30 às 13hO curso permitirá aos participantes compreender como vêm sendo conduzidos os processos sancionadores...