Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
Investimento do bem
Grupo de Discussão Venture Capital e Empreendedorismo, realizado no dia 31 de março de 2015

patrocinio

Medir retorno social é o principal desafio

Aliar resultado financeiro a promoção de bem-estar social e ambiental é o objetivo dos fundos adeptos do chamado investimento de impacto. Esse nicho vem ganhando força em diversos países do mundo — e no Brasil não é diferente. Na visão de Daniel Izzo, sócio da Vox Capital, dois fatores são importantes para a vertente se consolidar por aqui: casos de sucesso e métricas para avaliar o retorno social dos negócios investidos.

Na visão de Juan Carlos Moreno, diretor da LGT Venture Philanthropy na América Latina, a parte qualitativa do investimento de impacto é uma das mais difíceis de ser mensurada. Superar esse obstáculo, no entanto, é visto como fundamental para a indústria deslanchar. “O empreendedor precisa vencer a barreira cultural que é medir o retorno social do seu negócio”, afirma Leo Figueiredo, sócio-fundador da Quintessa Negócios Sociais.

Segundo Verónica de la Cerda, sócia da MOV Investimentos, recursos para investir não constituem um problema para os gestores dedicados a esse nicho. “Eu desconheço se há gente tentando captar e não conseguindo.” Uma das investidas da MOV é a Biofílica Investimentos Ambientais. Fundada em 2008, a empresa focada em gerir e conservar florestas é um exemplo de como geração de lucro e impacto social podem andar juntos. “Se não conseguimos reduzir o desmatamento, não ganhamos dinheiro. Tudo está ligado”, explica Mariama Vendramini, diretora financeira e comercial da Biofílica.

Um ponto controverso nesse tipo de investimento é o papel do Estado. Embora ele possa ser um fomentador dessa indústria, há quem diga que ele mais atrapalha do que ajuda. “O papel do governo nessa seara é destrutivo. Ele não cobra resultado”, observa Figueiredo, da Quintessa. “Realisticamente, é o setor privado que deve assumir esse tipo de investimento. O governo hoje não tem dinheiro para isso.”

Essas e outras questões foram debatidas no encontro do Grupo de Discussão Venture Capital e Empreendedorismo sobre investimento de impacto, promovido pela Capital Aberto em 31 de março.

• Confira os tuítes que publicamos durante o evento.

• Acompanhe a agenda completa dos próximos Grupos de Discussão.

Fotos: Régis Filho

, Investimento do bem, Capital Aberto


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.