O avanço das smart cities

Como as cidades brasileiras vêm usando a tecnologia para aprimorar sua infraestrutura urbana

Grupos de Discussão / Infraestrutura / Encontros
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão

Patrocínio

 

15 de agosto – 8h15 às 11h

 

Programação

As discussões sobre como viabilizar as cidades inteligentes — nome dado aos grandes centros urbanos que usam a tecnologia para aprimorar sua infraestrutura de serviços — começam a ganhar vulto nos quatro cantos do mundo. No exterior, algumas cidades já caminham nessa direção. É o caso, por exemplo, da Califórnia. Por lá, 40% dos medidores de energia já são inteligentes, ou seja, leem o consumo e ainda informam se o cliente está gerando sua energia por meio de placas fotovoltaicas (que transformam a radiação solar em energia elétrica). Já em Cingapura, sensores instalados nas ruas e nos carros asseguram que os semáforos funcionem de acordo com o tráfego. Esses exemplos evidenciam como a internet das coisas (IoT) pode trabalhar a favor das cidades — e o Brasil está atento a essa tendência. Por aqui, prefeituras como a de São Paulo e Belo Horizonte já buscam soluções tecnológicas para modernizar suas cidades e solucionar problemas urbanos. Mas num cenário de aperto fiscal quais os caminhos para os gestores públicos viabilizarem investimentos nessa área? Como o mercado de capitais pode ajudar no financiamento desses projetos? Quais desafios impedem um avanço mais rápido do conceito de cidade inteligente? Essas e outras questões serão tratadas no Grupo de Discussão Infraestrutura. Participe!

 

8h15 às 9h

Café da manhã

 

9h às 11h

Debate

 

Convidados

 

Painelistas

 

 Daniel Annenberg, secretário da Secretaria de Inovação e Tecnologia da Cidade de SP

 

Eduardo Kaplan Barbosa, coordenador da Frente de Cidades do Estudo de IoT do BNDES

 

João Thiago Poço, gerente de desenvolvimento de negócios da Microsoft Brasil

 

Leonardo Luchiari, sócio da área de infraestrutura e direito público do BSH Law

 

Debatedores

 

Ricardo Kahn, gerente de inovação da AES Brasil

 

Romulo Horta, diretor de marketing da Huawei Enterprise

 

 

Faça sua inscrição

Até 1/ago: Assinantes: R$ 390,00 • Não-assinantes: R$ 468,00

Após 1/ago: Assinantes: R$ 449,00 • Não-assinantes: R$ 539,00

Até 1/ago: Membros do Clube: R$ 234,00

Após 1/ago: Membros do Clube: R$ 269,50

 

Informações

  

 

Local

Restaurante Praça São Lourenço

Rua Casa do Ator, 608 – Vila Olímpia – São Paulo – SP

 

Realização

 

 

Quer receber em primeira mão as reportagens e os encontros da Capital Aberto? Envie a mensagem “subscrevo” para nosso Whatsapp: 11 98350 3891

 



Participe da Capital Aberto: Assine Experimente Anuncie


Tags:  tecnologia infraestrutura internet das coisas cidade inteligente smart city

Compartilhe: 


Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Uma regulação para o CRA
Próxima matéria
Uma regulação para o CRA




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Uma regulação para o CRA
    Programação   No dia 15 de maio, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) colocou em audiência...