Investimentos alternativos no Brasil

Como funcionam os fundos que aplicam recursos em arte, vinho, cinema e jogadores de futebol

Workshop / Encontros
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


O universo dos investimentos não precisa se restringir a aplicações em renda fixa e ações. Quem estiver disposto a experimentar algo novo pode também direcionar seu dinheiro a fundos que apostam em obras de arte, vinho, cinema e até direitos econômicos de jogadores de futebol. A criação dessas carteiras atende à demanda do investidor por diversificação. Mas como os gestores desses fundos escolhem e mensuram o preço dos ativos? Os retornos oferecidos têm superado o risco incorrido? Esses produtos são competitivos frente à atual taxa de juros? Para qual tipo de investidor cada um desses fundos é indicado? Os ativos alternativos são um bom nicho de negócio para os gestores de recursos? Essas e outras questões foram exploradas neste workshop.

Programação
– Investimento em obras de arte | João Correia, sócio fundador da Collezionista
– Investimento em vinho | Filipe Albert, sócio da Cultinvest Asset Management
– Investimento em cinema | Thierry Peronne, CEO da Investimage

Ficou curioso? Ouça a íntegra do encontro no Clube de Conhecimento!




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Workshop fundo de investimento arte cinema vinho jogador de futebol Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Minoritários disputam entre si vaga no conselho da Vale
Próxima matéria
Investidores institucionais condenam ações com direitos distintos



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Minoritários disputam entre si vaga no conselho da Vale
A assembleia da Vale do próximo dia 20 será palco de uma disputa inédita. Duas chapas concorrem por votos para a eleição...