Securitização de dívida ativa

Como o mercado de capitais pode ajudar os entes federativos a terem uma fonte alternativa de receita

Workshop/Encontros
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Com o caixa depauperado pela retração econômica e consequente queda da arrecadação, União, Estados e municípios buscam alternativas para obter recursos. Neste contexto, a securitização da dívida ativa aparece como uma alternativa atraente de capitalização através do mercado de capitais. No Brasil, os veículos de securitização mais utilizados com essa finalidade são a sociedade anônima constituída com propósito específico (SPE) e o fundo de investimento em direitos creditórios não-padronizados (FIDC-NP). Em quais situações usar cada um desses instrumentos? Qual o risco de essas emissões serem enquadradas como operações de crédito nos termos da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)? Há apetite do investidor por esse tipo de oferta? Essas e outras questões foram debatidas neste workshop.

Programação

– Oportunidades e riscos da securitização de dívida ativa | Byung Soo Hong, sócio do MHM Advogados
– A visão de entes federativos que se capitalizaram ou planejam se capitalizar por meio da securitização de dívida ativa | Jorge Luiz Avila da Silva, diretor presidente da Companhia Paulista de Securitização (CPSEC) e Paulo Tafner, diretor presidente da Companhia Fluminense de Securitização (CFSEC)

Convidados

– Guilherme Ferreira, sócio da Jive Investments
– Leonardo Rolim, consultor de orçamento da Câmara dos Deputados
– Marcos Vinicius Pulino, sócio do CPBS Advogados
– Valdery Albuquerque, head de negócios imobiliários e setor público do Banco Fator

Clique aqui e confira a reportagem Projeto de lei sobre securitização de dívida ativa desagrada ao mercado, gerada a partir do workshop.

Ficou curioso? Ouça a íntegra do evento no Clube de Conhecimento!

 


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Securitização SPE Workshop Lei de Responsabilidade Fiscal FIDC-NP Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Oi anuncia novos conselheiros de administração
Próxima matéria
Ávidos por água



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Oi anuncia novos conselheiros de administração
Depois de semanas de imbróglio em torno da convocação de assembleias de acionistas da Oi, o fundo Société Mondiale,...