Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Warren Buffett é um fenômeno a ser estudado por administradores de companhias abertas e profissionais de Relações com Investidores. Ele faz tudo diferente do que se apregoa no mundo moderno. A começar pelo seu site de RI na internet. Se você ainda não viu, vale dar uma espiada. Parece até uma relíquia dos primórdios da rede.

Buffett também dispensa sem constrangimentos algumas das práticas de governança mais recomendadas. É o CEO e o chairman da companhia que fundou há 44 anos, além de gestor dos investimentos da Berkshire Hathaway. Aos 78 anos, não tem um plano de sucessão transparente, embora venha sendo cada vez mais pressionado a apresentar um.

Em sua última assembleia, derrubou a proposta de investidores que lhe pediram um relatório anual de sustentabilidade. Para ele, aquelas encadernações pomposas que levam tempo e dinheiro para serem produzidas passam longe da melhor maneira de gastar os recursos da Berkshire. Buffett nunca pagou dividendos. Detesta falar em guidance. Emprega apenas 19 pessoas na sede da sua companhia que vale mais de US$ 100 bilhões. Desaprova políticas de altos salários para reter talentos. E abomina os comitês de remuneração exigidos pela Securities and Exchange Commission.

Esse é o senhor que há mais de 50 anos escreve cartas em primeira pessoa aos seus investidores com um grau de sinceridade dificilmente visto no mundo corporativo. É também o único CEO no mundo que consegue levar 35 mil pessoas para uma assembleia anual. Suas diretrizes de trabalho são simples: dizer ao acionista tudo e (somente) o que ele precisa saber, atendê-lo bem e proporcionar-lhe um excelente desempenho no longo prazo. Apenas isso.

Trazer um pouco dos ensinamentos e das novidades de Buffett é o objetivo da CAPITAL ABERTO com mais esta cobertura especial do encontro de acionistas da Berkshire. Aproveitem!


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  investimentos gestão de recursos Assembléias Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Milagres acontecem
Próxima matéria
VCP



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Milagres acontecem
“Apertem os cintos. O filme vai começar em dois minutos”, avisa o locutor. As luzes diminuem, e os ocupantes do ginásio...