Bimestral   |   Prateleira   |   Edição 96

Ousadia recompensada

Como um investidor “leigo” ganhou US$ 15 bilhões apostando contra a maré imobiliária



Em 2006, o gestor de fundos John Paulson percebeu que havia algo de errado com o mercado imobiliário dos Estados Unidos. Anos de taxas de juros muito baixas e um excessivo relaxamento nos processos de empréstimos hipotecários tinham levado a uma superoferta de dinheiro que, por sua vez, provocava forte elevação nos preços das casas por todo o território norte-americano. No entanto, a despeito de seu diagnóstico acertado, Paulson não só tinha muitas dificuldades de vender o conceito a potenciais investidores, como também enfrentava um sério desafio para executar sua estratégia. Afinal, uma coisa é achar que o preço das casas vai cair; outra, vendê-las a descoberto para lucrar com a desvalorização. Seria necessário recorrer à capacidade criativa de Wall Street para que surgisse um instrumento adequado a apostas contra o mercado imobiliário.

A estratégia implementada por Paulson era baseada na compra de “credit default swaps” (CDS), uma espécie de seguro de crédito que paga o valor da “apólice” caso os detentores das hipotecas não honrem seus pagamentos. Porém, a aquisição desses seguros produzia uma queda no valor das cotas do seu fundo (o chamado “carregamento negativo”), tornando ainda mais difícil a construção de um histórico de desempenho que seduzisse potenciais investidores.

Entre o início de 2006 e a metade de 2007, Paulson sofreu enquanto sua tese ganhadora não se materializava. Foi necessário o efeito catalisador da queda do banco Lehman Brothers para que o mercado de hipotecas entrasse em uma espiral descendente. Enquanto todo o mercado buscava proteção contra perdas volumosas, Paulson desfez-se de suas posições ilíquidas em CDS com maestria, acumulando um ganho de US$ 15 bilhões em um ano, o maior da história para um fundo de hedge. Para ter um ideia da magnitude desse lucro, basta considerar que George Soros ficou famoso por seu ganho de US$ 1 bilhão apostando contra a libra esterlina em 1992.

Mas como um forasteiro no mercado imobiliário conseguiu identificar o que os regiamente pagos experts da área não perceberam? Duas razões principais: uma crença arraigada dos especialistas de que os preços das casas só subiriam (a última vez que haviam caído tinha sido após a crise de 1929); e o fato de que ninguém no negócio imobiliário queria estourar a bolha, pois todos estavam ganhando muito dinheiro. Além disso, ao contrário de muitos gestores de recursos cuja formação se dá nos ambientes turbulentos das mesas de operações, a experiência profissional de Paulson foi construída como analista de fusões e aquisições, o que definitivamente o ajudou a entender a diferença entre preço e valor.
Além de Paulson, alguns outros operadores conseguiram ganhar dinheiro contrariando a sabedoria convencional. Entretanto, para cada membro desse seleto grupo de investidores certamente existiu um grupo enorme de desconhecidos que também percebeu a bolha imobiliária, mas falhou no momento de definir quando ela estouraria. Em apostas direcionais no mercado financeiro, tão importante quanto a estratégia é o momento da execução.

A história é escrita pelos vencedores, principalmente os que estão no lugar certo, na hora certa.

The Greatest Trade Ever
Gregory Zucker
Editora: Crown Business
307 páginas
1ª edição — 2009


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Quero me cadastrar!

Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui > 2

teste

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  John Paulson The Greatest Trade Ever Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
O Parecer 35 basta
Próxima matéria
Selo de qualidade



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.




APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.

Leia também
O Parecer 35 basta
O mercado de capitais brasileiro é reconhecidamente o mais evoluído dentre os dos países de economia emergente. Mesmo...