Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
A saga dos fundos imobiliários

O horizonte de mercado para os Fundos de Investimento Imobiliário – FII, que finalmente clareou com a redução dos juros, tem ainda um pesado e anacrônico fardo regulatório. Trata-se da limitação para aumento de capital existente na regulamentação da CVM, que exige a presença e anuência da maioria dos detentores das cotas emitidas e não dos detentores de cotas presentes na assembléia. Com isto, tão logo o FII atinja um primeiro patamar, com a pulverização de suas cotas no mercado, já se vê inviabilizada a possibilidade de dar um segundo passo e ampliar sua carteira, pois é praticamente inviável conseguir a deliberação de aumento de capital. O único caminho que resta é criar um novo fundo a cada oportunidade de crescimento, o que é absolutamente antagônico ao próprio conceito de multiplicidade de ativos e diluição de riscos.

Assim, e enquanto perdurar tal trava de desenvolvimento, nossos FII serão meras estruturas estáticas de um ou poucos imóveis, e jamais conseguirão ser um paralelo aos REIT’s norte-americanos ou FII europeus.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 9,90/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.