Banco chinês faz IPO de US$ 19 bi,o maior da história

Internacional / Edição 39 / 1 de novembro de 2006
Por 


ed39_p060-062_pag_2_img_001A expressão “negócio da China” pode ganhar um significado novo após a oferta inicial de ações (IPO) do Banco Industrial e Comer- cial da China (ICBC), que bateu o recorde detido pela operadora de celulares japonesa DoCoMo e levantou US$ 19,1 bilhões. Com ações negociadas nas bolsas de Xangai e de Hong Kong, o banco ainda pode elevar esse valor total para US$ 21,9 bilhões, se optar por vender o lote suplementar de ações (green shoe).

As altas no primeiro dia de negociação bateram 17% em Hong Kong e 9% em Xangai, atingindo o preço mais alto projetado pelos analistas. O banco chinês, que elevou seu valor de mercado em US$ 11 bilhões, se tornou o quinto maior do mundo. Sua base de clientes é maior do que toda a população da Rússia e justifica a aposta dos investidores no crescimento do lucro.

Este foi o primeiro IPO a ocorrer simultaneamente nas bolsas de Xangai e Hong Kong e registrou a segunda maior valorização num primeiro dia de negociações. O primeiro lugar é do China Merchants Bank, cujas ações subiram 25% quando estrearam na bolsa de Hong Kong, no último mês de setembro.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a algumas reportagens.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Justiça européia condena golden shares holandesas
Próxima matéria
Bolsa de Tóquio investe em plataforma de negociação universal




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Justiça européia condena golden shares holandesas
No início de outubro, a European Court of Justice (ECJ) deu ganho de causa à Comissão Européia (CE) no processo que esta...