Recorde de emissões em 2005 se aproxima dos R$ 50 bi

Edição 26 / 1 de outubro de 2005
Por 


ed26_p006-007_pag_2_img_001Na última semana de setembro, as ofertas registradas na CVM somavam R$ 48,7 bilhões, um recorde histórico. O volume é 67% maior que o total do ano passado, e deve aumentar consideravelmente até dezembro: outros R$ 11,35 bilhões em ofertas estão sendo analisados pela autarquia.

O instrumento mais procurado foram as debêntures, com R$ 29,7 bilhões emitidos. Elas vêm seguidas pelas ações (R$ 7,4 bilhões) e pelos fundos de recebíveis (R$ 4,3 bilhões em quotas de FIDC/ FIC-FIDC). O montante emitido em debêntures é três vezes superior ao de 2004.

O aquecimento surpreende àqueles que temiam que as empresas adiassem suas operações em função da crise política. De acordo com Carlos Alberto Rebello, superintendente de registros da CVM, “o mercado, aparentemente, se descola da atividade política e o foco está centrado na economia”. Na opinião de Rebello, a percepção da crise pelo investidor estrangeiro parece não ser tão forte quanto a que se tem internamente.

Os números são coerentes com esta impressão: o saldo de investimentos estrangeiros na Bovespa, de R$ 3,5 bilhões no acumulado do ano, revela um comportamento oposto ao verificado no segundo semestre de 2002, às vésperas da eleição presidencial, quando o mesmo saldo era negativo em R$ 1,4 bilhão.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a algumas reportagens.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Cyrela estréia em bolsa com elevação inédita de preço
Próxima matéria
Anbid amplia abrangência do Código de Ofertas Públicas




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Cyrela estréia em bolsa com elevação inédita de preço
Diante de uma demanda seis vezes superior à oferta de 52,3 milhões de ações ordinárias, o Credit Suisse First Boston...