SEC facilita adaptação ao IFRS para empresas estrangeiras

Internacional / Edição 21 / 1 de maio de 2005
Por 


A Securities and Exchange Commission (SEC) adotou normas que podem facilitar a vida de empresas estrangeiras que venham a apresentar seus relatórios financeiros no modelo internacional IFRS – International Financial Reporting Standards. Emissores que forem publicar relatórios anuais pela primeira vez em IFRS, antes ou a partir de janeiro de 2007, poderão, no primeiro ano de divulgação, apresentar demonstrativos auditados na nova contabilidade apenas para os dois anos anteriores, e não mais para três anos, como planejado inicialmente.

A SEC também mudou algumas regras do 20-F com o intuito de colaborar com a preparação do relatório pelas companhias que estejam aderindo ao IFRS antes de 2007 e de ampliar a transparência para os investidores. A idéia é exigir que as companhias esclareçam os tratamentos contábeis adotados na sua primeira versão de IFRS, tanto os obrigatórios como os escolhidos, e apresentem a reconciliação do GAAP anterior com a contabilidade internacional.

As empresas de países pertencentes à União Européia têm que entregar suas demonstrações contábeis no padrão IFRS a partir deste ano, com exceção daquelas que já divulgam US GAAP. As brasileiras que possuem matriz na Europa também devem fornecer os resultados em IFRS a partir de 2005.

No final de abril, o presidente da SEC, William Donaldson, se reuniu com o comissário da UE, Charles McCreevy, e reafirmou seu apoio ao programa de convergência adotado em conjunto pela International Accounting Standards Board (IASB) e pela instituição norteamericana Financial Accounting Standards Board (FASB). Afirmou que a SEC dará os passos necessários para eliminar a exigência de reconciliação com US Gaap para emissores estrangeiros que utilizarão o IFRS. Sua meta é eliminar este quesito o quanto antes, no mais tardar até 2009.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a algumas reportagens.

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Fitch lança código em linha com Iosco
Próxima matéria
Alerta aos CFOs e acionistas




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Fitch lança código em linha com Iosco
Em meio às discussões sobre a transparência e a governança das agências de rating, a Fitch implementou um código de conduta...