Títulos alternativos para o setor agrícola

Edição 15 / 1 de novembro de 2004
Por 


Dois novos títulos do setor agropecuário chegaram ao mercado financeiro por meio da Medida Provisória 221, publicada em 4 de outubro. Um deles, o chamado Warrant Agropecuário (WA), poderá ser levado a oferta pública se registrado na Comissão de Valores Mobiliários.

A WA visa prover agricultores e pecuaristas de recursos em épocas de vacas magras, quando a safra encontra preços baixos nos mercados brasileiro ou internacional. Ao invés de vender o produto, eles podem estocá-los em armazéns habilitados e emitir WAs lastreados nos certificados do depósito da mercadoria (os chamados CDAs). Com prazos de até um ano, os títulos serão remunerados a taxas usuais de mercado (especialistas acreditam que o CDI seja a mais provável) e servirão de fonte de capital de giro até que o produtor encontre preços mais adequados.

O diretor de finanças estruturadas da Rio Bravo, Marcelo Michaluá, acredita que, num primeiro momento, os WAs deverão ser absorvidos pelas carteiras dos bancos, em estruturas que mais se parecem com empréstimos. “Os CPRs demoraram dez anos para começar a interessar aos investidores”, afirma, referindo-se às Cédulas do Produtor Rural, outro título agropecuário. Já Roberto Ricardo Barbosa Machado, assessor especial da Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM&F), acredita que o WA precisará apenas de alguns meses para emplacar e que interessará, principalmente, às tesourarias de empresas do próprio setor. Pela MP, os títulos poderão ser negociados em bolsa ou mercado de balcão. A MP passará agora pelo período de emendas antes de ser levada a aprovação no Congresso Nacional.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Uma visão brasileira sobre as fusões e aquisições
Próxima matéria
Eternit vai ao nível 2 com ajustes no regulamento




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Uma visão brasileira sobre as fusões e aquisições
As transações de compra e venda de empresas, conhecidas pela abreviação M&A (do termo em inglês mergers and acquisitions),...