Por 


Qual será o critério da CVM para considerar uma resposta de qualidade insuficiente? Como o regulador procederá?
O critério varia conforme o campo de preenchimento. Ao considerar uma resposta insuficiente, a CVM realizará os procedimentos de rotina: questionar a companhia, pedir esclarecimentos, solicitar eventuais alterações. A tendência é que, a cada ano, a CVM fique mais exigente.

Não receber nenhuma carta-alerta da CVM significa que o formulário de referência da companhia foi considerado inteiramente satisfatório?
Não. A companhia pode receber uma carta-alerta meses depois do arquivamento da documentação, já que nem todos os formulários serão analisados imediatamente após a entrega. A CVM também pode adotar a supervisão temática — em que elege um tema e o analisa em todos os formulários. Portanto, a companhia pode ser advertida apenas sobre um ponto específico, mas isso não significa que os demais itens tenham sido preenchidos adequadamente.

Com qual frequência as companhias terão seus formulários analisados pela CVM? Companhias de capital pulverizado estão sujeitas a uma supervisão mais intensa?
A expectativa da CVM é analisar os formulários dos emissores com grande exposição ao mercado (Egem), ao menos, uma vez por ano. As demais companhias terão seus formulários revisados de acordo com as metas de supervisão baseada em risco estabelecidas pela superintendência de relações com empresas (SEP). Essas metas levam em conta várias características das companhias, entre elas a dispersão do capital. Os critérios não são inteiramente revelados pela CVM, mas o objetivo é conjugar fatores diversos para dar prioridade às companhias com maior potencial de causar danos ao mercado.

A companhia pode reapresentar, voluntariamente, seções do formulário de referência?
Assim como já ocorre hoje, a companhia poderá fazer alterações sempre que necessário, seja com o intuito de atualizar ou de qualificar as informações. O sistema identificará a mudança realizada, além do motivo da reapresentação (se foi espontânea ou por exigência da CVM).


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CVM legislação societária Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Servindo ao rival
Próxima matéria
Desânimo geral



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Servindo ao rival
A oferta dos serviços de compensação e liquidação pela BM&FBovespa seria a maneira mais efetiva de promover a entrada...