Pesquisar
Pesquisar
Close this search box.
Primeiro-ministro da China pede “ação decisiva” para aumentar a confiança do país
Durante reunião do Conselho do Estado, Li Qiang pede “mais pragmatismo” referente à persistente crise enfrentada pelo país
li qiang, Primeiro-ministro da China pede “ação decisiva” para aumentar a confiança do país, Capital Aberto

O primeiro-ministro chinês Li Qiang incentivou uma abordagem “pragmática e vigorosa” para aumentar a confiança na economia doméstica, destacando a preocupação do governo com uma recuperação turbulenta e uma queda nas ações de empresas listadas.

Li utilizou uma reunião do Conselho do Estado, o gabinete chinês, no domingo (18), para convencer os oficiais a “realizarem mais ações que contribuam para impulsionar a confiança e as expectativas, e garantir que a formulação e execução de políticas sejam consistentes e estáveis”, informou a agência oficial de notícias Xinhua.

Ele também enfatizou que diversos departamentos deveriam se concentrar em resolver problemas práticos enfrentados por pessoas físicas e empresas, à medida que o feriado do Ano Novo Lunar chega ao fim, acrescentando que eles precisam “conquistar a confiança do povo com trabalho real e realizações”. A Xinhua não detalhou quaisquer medidas específicas.

Os líderes chineses estão buscando maneiras de impulsionar a economia do país, que enfrenta desafios devido à crise no mercado imobiliário, baixa confiança empresarial e pressões deflacionárias persistentes.

As autoridades procuraram conter a queda das ações antes do feriado, com fundos estatais movimentando o mercado, uma série de ajustes regulatórios para reduzir a pressão de venda e uma substituição inesperada do chefe da Comissão Reguladora de Valores Mobiliários da China (CSRC). Um ressurgimento nas viagens durante o feriado ofereceu sinais iniciais de recuperação dos gastos dos consumidores.

As ações chinesas registraram ganhos modestos quando os mercados reabriram na segunda-feira (19), indicando que as dúvidas são profundas sobre as perspectivas de longo prazo da economia. Os investidores esperam mais apoio de Pequim, incluindo um possível corte nas taxas de empréstimos básicas dos bancos nesta terça-feira (20).

A reunião do Conselho de Estado chinês também discutiu um projeto de relatório de trabalho do governo, segundo a Xinhua. O documento oficial contém metas-chave de crescimento para 2024, e será anunciado nas sessões legislativas anuais no início de março.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.