Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
CEO do Bradesco conta como o banco planeja reverter resultados 
Após lucro decepcionante em 2023, instituição traça mudanças na equipe, no crédito e na tecnologia
Bradesco, CEO do Bradesco conta como o banco planeja reverter resultados , Capital Aberto

Junto com o balanço de 2023, o Bradesco anunciou na semana passada seu plano de ação para reverter os resultados decepcionantes – o lucro líquido recorrente, de R$ 16,297 bilhões, ficou 21,2% abaixo do registrado em 2022. Agora, o CEO do banco, Marcelo Noronha, detalha os principais pontos da estratégia na busca de melhor desempenho, com objetivo de aumentar a lucratividade (ROE) de 10% em 2023 para níveis mais competitivos em relação aos concorrentes, muitos deles com ROE acima de 20%. 

Confira os principais pilares do plano do banco, detalhados por Noronha em entrevista publicada na newsletter da Genial Investimentos.

Crédito mais rígido

Crédito pessoal, capital de giro e cartão tiveram peso negativo no balanço. Noronha reconhece que o banco demorou para começar a restringir a concessão e limite de crédito em comparação com outros bancos. Enquanto concorrentes adotavam uma política de concessão que limitava o crédito a 20% ou 6% da renda do cliente, o Bradesco concedia até 100%. Essa abordagem mudou substancialmente.

O plano também prevê o aprimoramento do modelo de crédito e da mensuração de perdas.


Aprenda sobre os planos de incentivos no curso Estratégias de Remuneração


De olho no varejo e PMEs

O Bradesco busca expandir competências em setores em que já era competitivo, como PME (Pequenas e Médias Empresas) e varejo massificado. Essas áreas foram responsáveis pelo aumento de inadimplência, prejudicando o banco, bastante exposto a esses segmentos. Consciente disso, a organização se prepara para novas mudanças.

Será o único banco incumbente abertamente declarando a competir no segmento de baixa renda massificado, confrontando os insurgentes neobanks (Nubank e Inter). Para se tornar competitivo, o plano é reduzir o custo de serviço, apostar na digitalização e melhorar o risco de crédito. 

No segmento PME, o banco pretende lançar 150 plataformas regionais, destinadas a negócios com receita anual entre R$ 3 milhões e R$ 50 milhões. Já para as empresas com receita abaixo de R$ 3 milhões, a abordagem se manterá a mesma, com atendimentos nas agências de varejo tradicionais.

Mudanças na equipe

O plano também quer mudar a cultura organizacional do banco. Para isso, será contratado um head de recursos humanos externo. O projeto ainda inclui a adoção de formas variáveis de remuneração e a contratação de funcionários oriundos de outras empresas.

Também já está em andamento a  eliminação de cargos e camadas hierárquicas tidas como redundantes.

Reforço na tecnologia

O Bradesco pretende acelerar as mudanças em sua estrutura de tecnologia. Para isso, o banco está contratando um novo head de negócios digitais externo à instituição. Noronha acredita que a instituições tem investido em tecnologia em uma proporção semelhante a outros bancos incumbentes, mas planeja aumentar esses investimentos para impulsionar a inovação e a competitividade.

Integram também plano o aumento da equipe de tecnologia da informação, com redução do número de colaboradores terceirizados.

Nova categoria para alta renda

O Bradesco criará uma nova categoria para o público de alta renda: a Afluente, intermediária entre os segmentos Prime e Private. Além disso, a plataforma de investimentos Ágora será integrada ao segmento de alta renda. Especialistas estarão disponíveis para atender às necessidades desse público.

M&A

Fusões e aquisições também estão na mira da instituição. Segundo o projeto, existe uma quantidade relevante de oportunidades de M&As para o banco.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 34,40/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.