Investimento em inovação

PwC | Compartilhar valor / 1 de janeiro de 2017
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Os investimentos das empresas em pesquisa e desenvolvimento de produtos físicos estão diminuindo ano a ano, enquanto os recursos para Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) de softwares e serviços aumentam cada vez mais. Em 2010, 46% dos dispêndios das companhias em P&D eram direcionados para o desenvolvimento de novos produtos físicos. Em 2015, o percentual caiu para 41% e, em 2020, cairá para 37%. Já os gastos para a criação de novos softwares e serviços aumentaram de 54% para 59% do orçamento de P&D das empresas entre 2010 e 2015 – e, em 2020, devem chegar a 63%.

Os dados constam na 12ª edição do Global Innovation 1000, estudo elaborado pela Strategy&, consultoria estratégica da PwC. Confira: https://goo.gl/HTdrX5


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  PwC investimento inovação pesquisa e desenvolvimento Strategy& P&D investimento e inovação Global Innovation 1000 Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Na onda dos consumidores digitais, robo-advisors avançam no Brasil
Próxima matéria
Valores novos




Recomendado para você






Leia também
Na onda dos consumidores digitais, robo-advisors avançam no Brasil
Pode-se dizer que o universo digital é habitado por dois tipos de usuários: os nativos e os convertidos. Enquanto os primeiros...