Pesquisar

|

|

Pesquisar
Close this search box.
O caminho é promissor

Analistas apostam que o mercado de capitais vai continuar aquecido em 2008 porque há evidências de que investidores ainda estão depositando grande confiança no lucro das empresas listadas na Bolsa, semelhante ao que ocorreu em 2007, quando mais de 60 empresas abriram o capital.

Se compararmos a evolução dos negócios em IPO entre o Brasil e a maioria dos países da América Latina e de outros emergentes, nosso país tem um mercado de capitais bem avançado. O número de empresas listadas na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) era de 446 em novembro, com expectativa de aumentar ainda mais até o fim do ano entre os quatro segmentos de listagem para negociação de ações, o tradicional, os de Níveis 1 e 2, o Novo Mercado e o Bovespa Mais.

Ainda há muito espaço na bolsa para empresas ofertarem publicamente suas ações (IPO). As expectativas são totalmente positivas para todo o ano de 2008

As estatísticas de comparação com outras bolsas de países emergentes da América Latina colocam a Bovespa em posição de destaque, muito à frente das demais. Em relação à captação por meio de ações, a Bolsa de São Paulo conseguiu, de janeiro a setembro, mais de US$ 16 bilhões, bem distante do segundo colocado nesse ranking, a Colômbia, que conseguiu pouco mais de US$ 4 bilhões. A Bolsa do México vem em terceiro, com US$ 2,4 bilhões, a do Chile, com US$ 1,06 bilhão, e em seguida a de Buenos Aires, com US$ 722 milhões, referente ao mesmo período. Nas outras bolsas internacionais, entre os emergentes, os negócios em IPO da Bovespa estão em terceiro lugar, logo atrás de Xangai e Hong Kong, duas poderosas do mercado asiático.

No que se refere à oferta pública de ações, ainda há muito espaço, e as expectativas são totalmente positivas para o fechamento de 2007 e também para todo o ano de 2008. Muitas empresas estão chegando à conclusão de que a sustentabilidade e a sobrevivência de seus negócios estão diretamente ligadas à abertura de capital e já enxergam que este é o melhor momento para ofertar ações na bolsa de valores. O amadurecimento do mercado de capitais é de fundamental importância para que o Brasil continue crescendo.

Os dados consolidados de 2007 deverão confirmar que o PIB crescerá por volta de 5%, e o mesmo resultado deve acontecer em 2008. Tudo indica que o mercado financeiro evoluirá substancialmente, graças ao ingresso de novas empresas na bolsa de valores e à entrada de investimento direto estrangeiro para aplicações em fundos no Brasil, que está prestes a se tornar um investment grade — país muito atraente para o investidor internacional.

Muitas pesquisas mostram que o País é o quinto destino de investimentos externos, logo atrás de China, Índia, Estados Unidos e Rússia. A média de crescimento do PIB, na casa dos 5%, ainda é tímida perto da taxa de Índia e China. Mas não se pode negar que estamos no caminho certo. Taxa de juro em queda, inflação controlada e as exportações vigorosas, apesar do aperto cambial, vêm favorecendo a abertura de novos mercados, o que mantém em alta a confiança dos investidores em relação ao Brasil.

Com o grande número de operações de abertura de capital em 2007, o que se vislumbra é o ingresso do Brasil na seleção dos países com mercado maduro.


Para continuar lendo, cadastre-se!
E ganhe acesso gratuito
a 3 conteúdos mensalmente.


Ou assine a partir de R$ 9,90/mês!
Você terá acesso permanente
e ilimitado ao portal, além de descontos
especiais em cursos e webinars.


Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o limite de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês.

Faça agora uma assinatura e tenha acesso ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais


Ja é assinante? Clique aqui

Acompanhe a newsletter

Leia também

mais
conteúdos

APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.