Focos em áreas específicas

Os princípios de governança corporativa surgiram em meados de 1990, como conseqüência da necessidade de controle dos conselhos de administração das sociedades anônimas globais. Compostos por profissionais independentes e sem conflitos de interesses, os conselhos constituiriam garantia contra as …



Os princípios de governança corporativa surgiram em meados de 1990, como conseqüência da necessidade de controle dos conselhos de administração das sociedades anônimas globais. Compostos por profissionais independentes e sem conflitos de interesses, os conselhos constituiriam garantia contra as gestões temerárias e a adoção de práticas prejudiciais aos acionistas.

O passo seguinte foi a criação de comitês especializados em controlar áreas específicas, capitaneados por um ou mais membros dos conselhos e também compostos por profissionais contratados escolhidos no mercado.

Dentre eles o de auditoria é um dos mais importantes, pois visa assegurar que os eventos econômicos e financeiros da sociedade estejam adequada e integralmente refletidos nas demonstrações contábeis, no intuito de dar a maior transparência possível aos acionistas sobre as operações da companhia.

Depois do escândalo da Enron, eles se tornaram obrigatórios para empresas americanas ou estrangeiras com títulos cotados naquele mercado. No Brasil, exceto para instituições financeiras, a legislação nada dispõe. Mesmo assim, os comitês de auditoria têm atraído um número cada vez maior de companhias no País e contribuído para aprimorar o trabalho dos conselhos de administração.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Quero me cadastrar!

Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui > 2

teste

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Acessar loja >




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  Governança Corporativa conselhos de administração Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Aquecendo os motores
Próxima matéria
Marcelo Trindade: Mais juiz, menos mágico



Comentários

Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





APROVEITE!

Adquira a Assinatura Superior por apenas R$ 0,90 no primeiro mês e tenha acesso ilimitado aos conteúdos no portal e no App.

Use o cupom 90centavos no carrinho.

A partir do 2º mês a parcela será de R$ 48,00.
Você pode cancelar a sua assinatura a qualquer momento.

Leia também
Aquecendo os motores
Para quem temia que a primeira crise política do governo Lula revertesse os planos de novas emissões para 2004, duas boas...