Walter Mendes assume o CAF e o desafio de fazer o órgão deslanchar

25/8/2014

Blog da Redação / Blogs / 25 de agosto de 2014
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Walter Mendes, ex-presidente da Amec e sócio da gestora Cultinvest, é o novo diretor-executivo do Comitê de Fusões e Aquisições (CAF). Mendes assumirá, no próximo dia 15 de setembro, o posto hoje ocupado por João Nogueira Batista. Herdará também o maior desafio do comitê: transformar-se num fórum realmente utilizado pelo mercado.

O CAF é um órgão autorregulador, independente, e que promete garantir o tratamento igualitário dos acionistas em reorganizações societárias e operações de transferências de controle. A ideia é resolver pendengas societárias com a possibilidade de invocar o espírito da lei.

A liberdade, no entanto, ainda não serviu de atrativo para o mercado. Até hoje, um ano após seu lançamento, nenhuma operação foi submetida ao CAF — apesar da polêmica de muitos dos negócios anunciados desde então.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  fusões e aquisições CAPITAL ABERTO mercado de capitais CAF blog da redação Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
CVM rejeita acordo com dono da RJCP
Próxima matéria
Jovens Investidores




Recomendado para você




Nenhum comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
CVM rejeita acordo com dono da RJCP
No último dia 5, o colegiado da CVM rejeitou a proposta de termo de compromisso apresentada por Marcelo Bastos, dono da RJCP. ...