Novo fundo permitirá investimentos simultâneos em companhias abertas e fechadas

24/6/2014

Blog da Redação/Blogs / 24 de junho de 2014
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


A CVM editou hoje a Instrução 549, que altera a Instrução 409 e marca o nascimento do fundo de investimentos em ações – mercado de acesso (FMA). Este é o primeiro fundo de ações do mercado brasileiro que permitirá a compra de papéis de companhias listadas em bolsa e também de participações em companhias fechadas.

Como o objetivo é estimular empresas de pequeno e médio porte a ingressar no mercado de capitais, algumas regras foram impostas. A política de investimento da categoria exige que os fundos apliquem pelo menos dois terços do patrimônio em ações de companhias listadas nos segmentos de acesso (Bovespa Mais). Até um terço do capital poderá ser destinado a empresas fechadas, desde que a parcela seja suficiente para garantir ao gestor ingerência administrativa.

Por sugestão daqueles que opinaram na audiência pública, os FMAs poderão usar o mecanismo de chamada de capital. Outra novidade surgida a partir da consulta é a possibilidade de que os fundos de cotas de fundos de participações possam investir nos FMAs.

Na semana passada, o governo lançou um programa de estímulos ao mercado de capitais. Para atrair investidores dispostos a apostar em empresas menores e com liquidez reduzida, anunciou a isenção de imposto de renda sobre ganhos, atualmente de 15%, para pessoas físicas. O benefício será válido até 2023.


Quer continuar lendo?

Faça um cadastro rápido e tenha acesso gratuito a três reportagens mensalmente.
Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 4,90 (nos 3 primeiros meses).
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} matérias gratuitas por mês

Você atingiu o seu limite de {{limit_online}} matérias por mês. X

Ja é assinante? Entre aqui >

ou

Aproveite e tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo sobre mercado de capitais!

Básica

R$ 4, 90*

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
-
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$36,00

Completa

R$ 9, 90

Nos três primeiros meses

01 Acesso Digital
01 Edição Impressa
10% de Desconto em grupos de discussão e workshops
10% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$42,00

Corporativa

R$ 14, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
15% de Desconto em grupos de discussão e workshops
15% de Desconto em cursos
Acervo Digital
sem áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$69,00

Clube de conhecimento

R$ 19, 90

Nos três primeiros meses

05 Acessos Digitais
01 Edição Impressa
20% de Desconto em grupos de discussão e workshops
20% de Desconto em cursos
Acervo Digital
com áudos**
A partir do 4° mês, o valor cobrado séra de R$89,00

**Áudios de todos os grupos de discussão e workshops.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CAPITAL ABERTO mercado de capitais Instrução 409 pequenas e médias empresas mercado de acesso fundo de investimento blog da redação Instrução 549 Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Oportunidades e limitações da arbitragem no mercado de capitais
Próxima matéria
O sonoro não da CVM à proposta de termo de compromisso no caso Eletrobrás



1 comentário

Jun 27, 2014

O investimento simultâneo em cias abertas e fechadas já não era possível através de FIPs, desde que houvesse influência efetiva na gestão da cia?



Escreva o seu comentário sobre este texto!

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Recomendado para você





Leia também
Oportunidades e limitações da arbitragem no mercado de capitais
A arbitragem é uma alternativa para resolução de conflitos que demorou a deslanchar no Brasil. Reconhecida por fornecer...