Cuidado com quem fala (e no que acredita)

12/2/2014

Blog da Redação / Blogs / 12 de fevereiro de 2014
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Na edição de dezembro, contamos a história da RJCP. Para quem não conhece, aqui vai um breve resumo. Especializada na aquisição de startups, a companhia conquistou quase 2 mil investidores ao longo de seus quase três anos de listagem sem nunca ter feito uma oferta pública, apenas na base da negociação no mercado secundário. Nesse período, a RJCP virou alvo de severas investigações. O caso foi parar no Ministério Público Federal (MPF) e a apuração em andamento evidencia um risco cada vez mais presente na vida dos investidores: a análise da veracidade do que se fala nos fóruns de discussão da internet.

Ao examinar problemas como a possível manipulação do preço das ações e a injeção de ativos superavaliados, a CVM encontrou indícios de que um perfil na internet aquecia o mercado em torno das ações da RJCP de forma irregular. O usuário identificado como “reidoinvestimento”, presente em um dos fóruns do portal ADVFN, publicava mensagens que davam a entender que ele tinha acesso a informações privilegiadas. Na véspera da divulgação de um fato relevante, por exemplo, incitava os investidores com mensagens como “Tirem as vendas e esperem até amanhã” ou “O pessoal resolveu vender logo hoje. Já avisei, segurem até amanhã que vão rir muito e com bolso cheio”.

O usuário também dialogava com Marcelo Bastos, fundador e controlador da RJCP, pelo Twitter. Para piorar a situação, a real identidade do “reidoinvestimento” não foi comprovada. O que se apura é se as informações lhe eram ilegalmente antecipadas ou se eram os próprios administradores da RJCP que manipulavam o mercado sob esse disfarce virtual.

Para buscar provas que revelem quem está por trás do perfil “reidoinvestimento”, CVM, Polícia Federal e MPF realizaram uma operação de busca e apreensão em dezembro passado. Coincidentemente, desde então o “rei”, como é chamado pelos demais usuários do fórum, não publicou mais mensagens.

Em tempos em que até as informações oficiais de uma companhia são postas a prova (como no caso das empresas X), acreditar em palpiteiros anônimos soa, no mínimo, ingênuo.


Quer continuar lendo?

Você já leu {{limit_offline}} conteúdo(s). Gostaria de ler mais {{limit_online}} gratuitamente?
Faça um cadastro!

Tenha o melhor conteúdo do mercado de capitais sem limites ou interrupção.
Assine a partir de R$ 36/mês!
Você está lendo {{count_online}} de {{limit_online}} reportagens gratuitas

Seja um assinante!

Você atingiu o limite de reportagens gratuitas. Que tal se tornar nosso assinante? Além do acesso ao mais especializado conteúdo do mercado de capitais, você terá descontos de até 30% em nossos encontros e cursos. Aproveite!


Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie


Tags:  CVM RJCP CAPITAL ABERTO mercado de capitais Ministério Público investigação Polícia Federal blog da redação reidoinvestimento Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
Private Equity Latin America Forum
Próxima matéria
Encerramento de um ciclo




Recomendado para você




1 comentário

Feb 18, 2014

Eu me lembro que neste caso até o Silvio do Blog publicava que deveriam comprar ações e ele era conselheiro independente deveria ser preso!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Leia também
Private Equity Latin America Forum
  Join us at our 3rd Annual Private Equity Latin America Forum which takes place this May 19th and 20th in New York...