Prêmio “As Melhores Companhias para os Acionistas 2011″

Governança Corporativa/Artigos e Estudos / 22 de março de 2012
Por     /    Versão para impressão Versão para impressão


Um Brasil na direção certa. Na opinião de Luiz Fernando Figueiredo, sócio-fundador da Mauá Sekular Investimentos, é esse o retrato tirado pelo prêmio As Melhores Companhias para os Acionistas 2011, que, na noite de 4 de outubro de 2011, no Museu da Casa Brasileira, em São Paulo, novamente reconheceu as empresas de capital aberto brasileiras mais bem-sucedidas na conjugação de cinco fatores: liquidez, criação de valor, desempenho das ações em bolsa, governança corporativa, e sustentabilidade.Ao revelar o nome do primeiro lugar na categoria de valor de mercado de até R$ 5 bilhões, Figueiredo não escondeu a satisfação em agraciar uma das representantes da nova geração de companhias que cresceram e ganharam corpo na Bolsa na última década: a operadora de planos odontológicos OdontoPrev.

Ao longo de seis edições, o prêmio concedido pela CAPITAL ABERTO vem se consolidando como termômetro do desenvolvimento das companhias abertas brasileiras e de seu papel como fontes rentáveis de investimento para os acionistas. Prova de que a seleção das melhores não ocorre por acaso é o fato de algumas empresas terem se destacado em mais de uma ocasião. A OdontoPrev já havia vencido em 2009; e a Natura, na categoria das companhias de grande capitalização, foi coroada tricampeã na última cerimônia de premiação.

A escolha das nove empresas premiadas nas três categorias (pequenas, médias e grandes empresas) ocorreu a partir de uma amostra das emissoras das cem ações mais líquidas da BM&FBovespa. Companhias que integravam o índice de sustentabilidade empresarial da BM&FBovespa (ISE) receberam pontuação extra. A Stern Stewart do Brasil foi a responsável pelos cálculos da criação de valor, medida pelo valor econômico adicionado (EVA, na sigla em inglês), e do retorno total para o acionista. A coordenação geral da avaliação, incluindo a dos questionários de governança corporativa, ficou a cargo do professor doutor Alexandre Di Miceli da Silveira, da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP).

 Conheça abaixo as vencedoras:

Categoria: valor de mercado de até R$ 5 bilhões

1º Lugar: ODONTOPREV

2º Lugar: MARCOPOLO

3 º Lugar: BROOKFIELD

Categoria: valor de mercado entre R$ 5 bilhões e R$ 15 bilhões

1º Lugar: SULAMERICA

2º Lugar: DURATEX

3 º Lugar: LOJAS RENNER

Categoria: valor de mercado superior a R$ 15 bilhões

1º Lugar: NATURA

2º Lugar: BRASIL FOODS

3 º Lugar: BRADESCO

Tivemos também a premiação para “Destaque em Governança” – BM&FBOVESPA e “Destaque em EVA” – CIA. HERING.

Clique aqui para conferir as reportagens e entrevistas com os principais executivos das companhias vencedoras, que fazem parte da edição especial da CAPITAL ABERTO dedicada ao prêmio.

Acesse a TV CAPITAL ABERTO para assistir os vídeos da premiação.




Participe da Capital Aberto:  Assine Anuncie

Encontrou algum erro? Envie um e-mail



Matéria anterior
O juro está baixando. E agora?
Próxima matéria
Mitos e benefícios da negociação de ADRs no mercado de balcão norte-americano






Leia também
O juro está baixando. E agora?
Há muito os títulos emitidos pelo governo federal são a pedra no sapato do mercado de ações. As vigorosas taxas de juros...